Um esportivo não precisa ter décadas de existência para se tornar um clássico. Vejam a beleza que é esse Mercedes-Benz SLR McLaren Roadster 722 S, por exemplo. Ele não tem nem dez anos de idade – foi lançado em 2009 no Salão de Detroit, nos Estados Unidos – mas foram feitas apenas 75 unidades para marcar o fim da dinastia dos modelos Mercedes-Benz McLaren. Ou seja: é uma verdadeira raridade, que está prestes a ser leiloada por uma pequena fortuna.

Essa edição especial do SLR é conhecida como Stirling Moss, em homenagem ao piloto britânico que venceu a corrida de Mille Miglia na Itália em 1955 a bordo de um Mercedes-Benz 300 SLR. O modelo clássico, aliás, serviu de inspiração para o design do SLR de 2009 e o número 722 corresponde ao do carro usado por Moss na disputa.

Além da baixíssima produção, o SLR Stirling Moss é ainda mais valorizado por causa da sua natureza. Se de agora em diante os superesportivos com motores grandes serão extintos, praticamente, em favor da sobrealimentação ou eletrificação, o SLR é um dos últimos representantes desta estirpe com um V-oitão aspirado de 5,5 litros pulsando 650 cv de potência e 83,6 kgfm de torque, gritando a mais de 8.000 rpm.

Com esse coração aí, o superesportivo acelera até os 100 km/h em 3,7 segundos e atinge velocidade máxima de 335 km/h.

A empresa alemã que vai leiloar esse clássico não divulgou por quanto espera arrematar o modelo, mas o valor certamente será de algumas centenas de milhares de dólares. De acordo com a Semco Cars, o SLR Stirling Moss tem apenas 475 km rodados.