A sexta edição do Festival ECPA rolou entre os dias 28 e 30 de janeiro, na pista de 201 metros de Piracicaba (SP). Patrocinado pela DNT Turbos, a prova abriu a temporada de 2011 em São Paulo com recordes e, de quebra, serviu como treino para as equipes se prepararem para o ano de campeonatos — tanto que, das quinze categorias que dividiam a competição, cinco tiveram novas marcas estipuladas nos 201 metros do interior paulista. Como é tradicional em Piracicaba, o calor não dá trégua e, muitas vezes, a água cai do céu para atrapalhar as corridas. No entanto, durante o Festival, chuva só de recordes na pista e de FULLPOWER Energy geladinho para os que passavam pela praça de alimentação do Autódromo — número superior a 8.000 pessoas durante o final de semana. Colaborou também para refrescar a galera o piloto João “Tiozinho” Tasso, da FLD: ele levou uma máquina de sorvetes para abastecer a galera e fez muito sucesso. “Faz até fila em frente ao nosso box. Acho que vou começar a cobrar e ganhar um trocado”, brincou Tiozinho. Se nos boxes e arquibancadas a coisa estava fervendo, na pista não foi diferente. Com um belo grip proporcionado pela sucessão de burn-outs e o forte sol, os tempos despencaram. Um dos que aproveitaram muito bem este terreno pegajoso foi o piloto Edvan Hilário Menezes, que compete com o Gol Turbo A preparado pela equipe paulista Espaço Motor. “O sofrimento é grande no pré-alinhamento. Afinal, ficar fritando dentro do carro, com macacão, capacete, luvas… Acaba com a concentração de qualquer um”, explica. Porém, o final de semana foi ótimo para o piloto, que beliscou o recorde diversas vezes nas puxadas de sábado e baixou o tempo duas vezes no domingo: 6s610 e 6s564 para o campeão da Turbo A do Festival. Na categoria Dianteira Turbo B, a mais disputada do final de semana, com 38 inscritos, destaque para os pilotos paranaenses, que invadiram o ECPA e fizeram uma verdadeira “limpa” — conquistaram primeira, segunda e terceira colocações do Festival. O primeiro colocado foi o curitibano Joacir Cordova, da equipe Auto Street, com 7s885. Na segunda posição, Flavio Cazzado, de Rolândia (PR), da equipe Teruo, com 7s921, e na terceira, Leandro Maia Betine, de Foz do Iguaçu (PR), da Evolution Performance, com 7s950. “Rodar tantos quilômetros entre Foz do Iguaçu e São Paulo e voltar com o terceiro lugar já pode ser considerado uma vitória. Tivemos problemas para encontrar o ponto certo de giro na largada, mas sei que temos carros para fazer um tempo bem melhor que este”, comentou Leandro Betine ao final do evento. Outra categoria em que os milésimos de segundo foram disputados com unhas e dentes foi a Dianteira Turbo C, “divisão de acesso” aos turbinados na Arrancada profissional. Nesta prova, o grande campeão só apareceu aos “45 do segundo tempo”. Sérgio Ortega, a bordo do Gol da equipe MCR Performance (veja matéria na página 136), tirou o coelho da cartola na última puxada do final de semana, marcando estúpidos 7s963 + reação, totalizando 8s076 para garantir a primeira colocação. “O carro estava perfeito. Já tínhamos feito uma puxada de 8s0, porém sofremos com o diafragma da blow-off, que rasgou nessa mesma puxada. Conseguimos arrumar e, na última puxada do dia, cheguei nos 7s9”, comemorou o preparador Marcelo “Bolinha” Crespilho. Os concorrentes ficaram revoltados e tentaram achar alguma irregularidade no carro. No entanto, o bólido passou sem problemas por rigorosa vistoria da FASP, responsável pela categoria. Depois de vencer o Festival Brasileiro de 2010 na categoria Traseira Super, Fernando Leme, da equipe paulista Allen Preparações, foi até o ECPA para estampar o novo recorde nos 201 metros: marcou 6s357 com velocidade cravada nos 183 km/h. “Estamos com um acerto bem mais manso do que o utilizado no Festival, pois está difícil frear com segurança aqui em Piracicaba. Como o recorde veio logo na primeira puxada do sábado, resolvemos não arriscar muito. Mas, se apertar um pouco, sei que temos carro para chegar nos sonhados cinco segundos”, contou Leme. Quem também marcou presença na TS foi o famoso Ford Cobra da equipe Nytron, após longo período de férias — e adequações às novas regras. “Estamos de volta e esse ano será de muito trabalho para deixar o Cobra com a mesma performance de antigamente, dentro do novo regulamento. Um desafio gostoso de ter que superar”, disse o piloto Luiz Aparecido Rodrigues. Ele garantiu uma ótima segunda colocação na categoria Traseira Super. Como de costume, a Força Livre Dianteira reuniu os bólidos mais rápidos do final de semana entre todas as categorias. Na frente desta tropa de elite, dois carros da equipe Sapinho Câmbios Especiais. Em primeiro lugar, Sérgio “Sapinho” Ganga: com 6s015, mais a boa reação de 0s40. Na segunda posição, seu companheiro de equipe, o piloto e “sorveteiro” João “Tiozinho” Tasso, com 5s947, mais reação de 0s183: total de 6s130. O terceiro colocado foi Renato Soares de Araújo, da equipe Ferreto Motores, com 6s128 mais 0s254 de reação — o tempo total ficou em 6s382. “Estou muito feliz com o resultado. Já consegui baixar meu recorde pessoal e, na próxima corrida, acho que chego nos cinco segundos”, comemora Renato, que vai submeter seu carro a um belo regime.
Único piloto presente na categoria Drag Bike, Frederico Favaron  também fez bonito e marcou o recorde a bordo de sua Suzuki 1.000 turbinada: 6s861. Recordista em Curitiba e no Velopark, Eduardo Bernasconi era presença garantida no evento, mas explodiu o motor de sua moto poucos quilômetros antes de chegar ao ECPA. Presente no evento de Piracicaba, o presidente da Comissão Nacional de Arrancada (CNAR), Rogério Gregoris, prevê mudanças para a temporada 2011 na Arrancada Nacional. “A palavra de ordem será segurança. Vamos trabalhar muito para tornar o esporte cada vez mais seguro, aumentando ainda mais a responsabilidade e os deveres dos organizadores. Além disso, vamos criar uma comissão de pilotos formada por representantes de cada uma das categorias, para que participem das decisões relacionadas à Arrancada no Brasil. Organizadores e pilotos devem lutar juntos em busca de segurança”, disse Rogério Gregoris.
O Campeonato Paulista de Arrancada 2011, que acontece na reta do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, terá início nos dias 19 e 20 de março. “Já estão definidas e disponíveis em nosso site (ecpa.com.br) as datas das cinco etapas do campeonato desse ano”, informou  a organizadora do evento, Daniella Giannetti.