Adamastor Furia coloca Portugal no mapa dos países fabricantes de superesportivos

Data:

Compartilhe:

O que você verá neste artigo:

País conhecido pelos ótimos vinhos e pelo delicioso bacalhau, Portugal agora também produz carros superesportivos. O primeiro representante lusitano nesse segmento, o Adamastor Furia, foi apresentado nesta semana, prometendo concorrer com grandes marcas da indústria automobilística de alta performance, como Ferrari, Pagani e Aston Martin, conforme admite a própria empresa portuguesa.

Limitado a 60 unidades, cada uma custando 1,6 milhão de euros (R$ 9 milhões na conversão direta), o Furia (escrito assim mesmo, sem acento agudo na letra “u”) é um carro de corrida com autorização para andar nas ruas. Não por acaso, a Adamastor Supercars, que iniciou o projeto do superesportivo em 2015, também está desenvolvendo uma versão ainda mais brutal do modelo para uso exclusivo em autódromos.

E o Adamastor Furia chega ao mercado com boas credenciais. O carro, com chassi monocoque e cabine para dois ocupantes, é totalmente construído em fibra de carbono. Segundo o fabricante, ele pesa 1.100 kg (vazio). Outra parte interessante do supercarro português é sua aerodinâmica, que supera a de monopostos de Fórmula 2 e Fórmula 3, gerando 1.000 kg de downforce a 250 km/h na versão de rua, chamada Furia Road, e podendo chegar a até 1.800 kg na variante para pistas, o Furia Race.

Construído em Perafita, no norte de Portugal, o Furia é impulsionado por um motor fabricado nos Estados Unidos, o V6 3.5 litros biturbo fornecido pela Ford Performance. A empresa diz que o propulsor instalado no carro gera mais de 650 cv de potência e ultrapassa os 58 kgfm de torque.

Adamastor Furia
O Adamastor Furia conta com um motor V6 3.5 biturbo fornecido pela Ford Performance(Divulgação)

Embora não sejam números tão impressionantes no ramo dos carros superesportivos, a fabricante portuguesa tem a seu favor a excelente relação peso/potência de seu produto (de meros 1,6 kg/cv) para alcançar um desempenho soberbo: o Furia acelera de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e supera os 300 km/h, conforme dados da Adamastor.

A fabricante planeja iniciar as entregas dos primeiros exemplares do supercarro lusitano a partir de 2025, com duas unidades na versão de rua e outros dois modelos de pista.

Adamastor Furia
A parte aerodinâmica do Adamastor Furia pode gerar 1.000 kg de downforce a 250 km/h (Divulgação)

Adamastor Furia, o invencível

O nome Adamastor vem da mitologia romana e refere-se a uma criatura gigante e invencível. Sua menção mais conhecida, porém, foi feita por Luís de Camões em Os Lusíadas, numa alusão às grandes navegações do Império de Portugal do passado. Na epopeia portuguesa, é atribuída à revolta do ser mitológico, que foi “jogado aos fundos mares”, a dificuldade de cruzar o Cabo das Tormentas (hoje conhecido como Cabo da Boa Esperança), que liga os oceanos Atlântico e Índico pelo sul da África.

Adamastor Furia
Entregas do Adamastor Furia serão iniciadas em 2025 (Divulgação)

O CEO da Adamastor Supercars, Ricardo Quintas, explicou ao podcast Auto Rádio que escolheu esse nome para a empresa porque ele “representa as dificuldades que todo empresário português tem de ultrapassar para ter sucesso”. Para o empresário, fundador da fabricante do Furia, a condição para empreender no setor automotivo em Portugal “é um verdadeiro monstro”.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Mais leve e com potência extra, novo BMW M3 CS chega ao Brasil em tiragem super limitada

Mais potente, mais leve e mais rápido. Essas são...

Neta Auto, da China, confirma estreia no 2º semestre e planeja fábrica no Brasil

Nova marca chinesa no Brasil, a Neta Auto divulgou...

Última dança do V8: Ram 1500 Classic R/T é limitada em 100 unidades

O casamento entre as picapes Ram e os motores...

Depois de bombar nos EUA com 7.500 pedidos, novo Mustang GTD parte para a Europa

A pré-venda do Ford Mustang GTD terminou esta semana...