Se na versão convencional este sedã já impressionava, imagine agora em duas edições limitadas e extremamente invocadas? O Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio foi apresentado nesta semana nas variantes GTA e GTAm, desenvolvidas em homenagem aos 100 anos da marca italiana.

Os dois modelos foram concebidos para serem velozes. Para isso, a aerodinâmica foi retrabalhada, a dirigibilidade aguçada e o peso reduzido, graças à adoção de capô, teto, para-choque dianteiro, difusor traseiro e arcos das rodas de fibra de carbono, rodas de 20 polegadas de cubo rápido, acabamento de alcantara no painel, nos painéis de porta, colunas laterais, porta-luvas e bancos e também à ausência do banco traseiro.

No Giulia GTAm, há ainda gaiola de proteção, eixo da transmissão e concha dos bancos de fibra de carbono, além de vários componentes do motor e da suspensão feitos de alumínio superleve, cintas no lugar das maçanetas e ausência dos painéis de porta. Segundo a marca, as medidas fizeram as versões emagrecer 100 kg em relação ao Giulia Quadrifoglio.

Tanto o Giulia GTA quanto o Giulia GTAm são equipados com o motor 2.9 V6 biturbo do Quadrifoglio, recalibrado para 540 cv (30 cv extras) e dotado de um sistema de escapamento de titânio da Akrapovic. A relação peso-potência é de 2,8 kg/cv e a aceleração de zero a 100 km/h executada apenas 3,6 segundos.

Limitadas em 500 unidades, as edições especiais do Alfa Giulia seriam um dos grandes destaques do Salão de Genebra (Suíça), neste mês de março, mas a mostra foi cancelada por causa do coronavírus.