Nessa semana tivemos boas notícias para o automobilismo brasileiro. A Fórmula E revelou na última segunda-feira (2) que São Paulo será sede de uma das primeiras corridas da temporada 2023 da categoria de carros elétricos. O anúncio foi feito junto ao ePrix de Mônaco pela SPTuris e pela GL Events. 

A categoria terá a estreia do Gen3, o novo carro tecnológico da terceira geração para o ano que vem. As corridas costumam ser realizadas, na maioria das vezes, em circuitos urbanos. O traçado Brasileiro, será no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte da capital paulista. O local já recebeu quatro edições entre 2010 e 2013 da Indy 300, prova da Fórmula Indy. Nesse caso, o ambiente possui uma logística ideal para a Fórmula E realizar o Eprix nacional. 

– Estamos felizes em anunciar que a Fórmula E vai correr no Brasil. O país tem uma antiga e enorme paixão pelo automobilismo, é um grande mercado como um dos maiores países do mundo e São Paulo é um local histórico de corridas. Mal posso esperar para receber os fãs brasileiros. Eles são incríveis. Será uma atmosfera única. Os fãs poderão ver o salto de tecnologia e desempenho dos novos carros – comentou Alberto Longo, CEO e co-fundador da Fórmula E.

O contrato tem validade de cinco anos, com a possibilidade de renovação. O Brasil começa a fazer parte da história da Fórmula E. É uma categoria com disputas muito acirradas, com outra filosofia comparada à Fórmula 1. Nos carros elétricos, a pilotagem se torna mais desafiadora quando os monopostos fornecem a potência e o torque total instantaneamente. O novo Gen3 tem velocidade máxima estimada de 322 km/h.

O Brasil, sempre esteve bem representado na Fórmula E, já possuindo dois pilotos nacionais com título na categoria. Nelsinho Piquet e Lucas Di Grassi já foram campeões. Di Grassi, sempre se esforçou para tentar trazer a categoria para cá, o piloto inclusive desenhou uma vez um circuito em torno do Parque Ibirapuera, mas as mudanças políticas não deixaram a ideia sair do papel. Após uma longa espera, finalmente teremos um ePrix em terras tupiniquins.

Foto: Handout/Getty Images for Jaguar