Com o preço da gasolina elevado na maioria dos estados brasileiros, a forma para acabar não gastando muito com combustível é ser cuidadoso na manutenção e no modo de condução do seu veículo. Esses fatores, na maioria das vezes, não são muito reparados pelo condutor, mas no final das contas podem fazer uma grande diferença no seu bolso. 

Se o veículo estiver em bom estado, a tendência é de que poucas coisas devem ser alteradas para melhorar os “quilometros por litro”. Estar consciente é uma das principais atitudes para ser um motorista econômico no dia a dia. Separamos aqui, algumas dicas com o intuito de ajudar você a economizar combustível.

Manutenção do veículo:

A manutenção é essencial. Com ela o carro fica dentro dos padrões e permanece sempre “regulado”, o que ajuda para um uso de combustível o mais aproveitado possível.

Verifique se o seu carro está com o filtro de combustível e filtro de ar dentro da validade. Esses pequenos detalhes interferem bastante no desenvolvimento do motor.

Mantenha o alinhamento e balanceamento das rodas em dia. E verifique semanalmente a pressão dos pneus. Isso auxilia o carro a conseguir rolar e tracionar melhor no terreno.

Cuidados gerais:

  • Troca de óleo dentro da quilometragem informada conforme manual do carro.
  • Revisar a suspensão.
  • Manter os pneus com a borracha em dia.

OBS: a manutenção do veículo em dia, além de trazer segurança, irá sempre auxiliar para o carro ter o seu consumo de combustível dentro da normalidade conforme declarado pela montadora. 

Condução:

Outro fator muito importante é a condução do veículo. O motorista, deve saber guiar o seu carro possibilitando o melhor aproveitamento nas marchas, nas descidas, subidas, e locais planos. Esse critério afeta diretamente no gasto de combustível, sendo referência no seu consumo final.

Procure dirigir respeitando as trocas de marcha, geralmente independente do motor, utilizar o carro em perímetro urbano é necessário apenas exigir 2.000 rpm para mover o veículo. Procure trocar marchas entre 2.000 e 2.500 rpm para não “esticar” o motor sem necessidade. Além disso, durante paradas ou até mesmo andando, não acelere com o veículo “desengatado”.

Outras orientações: 

Evite levar muito peso: Carro com muitas pessoas ou bagagem, irá afetar no consumo devido a exigir mais do motor para mover o carro. Além disso, é importante verificar o acúmulo de coisas desnecessárias no porta-malas ou porta-objetos.

Não utilize muito o ar condicionado: O ar condicionado sempre ligado irá gastar mais combustível para compensar o uso do compressor. 

Ponto morto nas descidas: Fazer o tradicional “neutro” ou “ponto morto” não vai ajudar a economizar, pelo contrário, a economia de combustível ocorre com o carro engatado em uma marcha que desenvolva o motor.

Gasolina Aditivada: A aditivada não influencia no consumo do carro. A função dela é manter a limpeza e preservar o motor, porém um motor mais limpo e sem desgaste pode apresentar melhoria em seu desempenho, o que inclui economia de combustível a médio prazo. É importante fazer o teste, pois alguns motores são mais econômicos com gasolina aditivada do que com o combustível comum.

Freadas bruscas: Procure em paradas, sempre reduzir a velocidade aos poucos, sem frear com muito desprezo.

Usar vidros abertos: Andar com os vidros abertos interfere na aerodinâmica do carro fazendo com que o motor seja mais exigente, com isso o consumo é afetado, especialmente a mais de 80 km/h.