Não se assuste: a Ford já trata o EcoSport como modelo 2011, mesmo estando em abril de 2010. E as mudanças para o modelo que já está à venda são eficientes, apesar de superficiais. A frente remete aos utilitários Land Rover e deu ar mais elegante ao pequeno sport utility, sendo claramente inspirada na tradicional marca off-road. Os faróis estão maiores, com pequenos detalhes cromados e a grade frontal tem três aletas horizontais, característica mundial da marca.

O motor continua o quatro cilindros RoCam, 1.6, para as versões: XL, XLS, XLT e Freestyle (a mais vendida). Há opção de 2.0 para XLT e Freestyle, assim como uma 4×4.

Menor dos utilitários (há quem compare com Volkswagen CrossFox ou Hyundai Tucson), pesa 1.202 kg, com 4,24 m de comprimento e 1,97 m de largura. É montado com a plataforma do pequeno Fiesta, mas a Ford acertou a mão ao encorpar o bicho. Isso fez com que ele vendesse 43.500 unidades em 2009. O sucesso é grande: já foram produzidas mais de 550 mil EcoSport em Camaçari (BA), desde seu lançamento, em 2003.

Na prática, há detalhes que surpreendem e agradam especialmente as mulheres, como as proporções avantajadas, parecendo um jipe de verdade, mesmo que seja um pseudo-aventureiro. No trânsito a sensação é de estar acima dos sedãs e hatches compactos, maioria da frota nacional. Ou seja, pode-se ter a impressão de dirigir um carro maior do que realmente é.

No Freestyle 1.6, avaliado por nossa equipe, rodamos na estrada e na cidade. Com quilometragem baixa, os barulhos no interior ainda eram poucos. A Ford trabalhou justamente em forração interna para absorção de ruídos — deve ficar menos barulhento com o tempo. Seu perfil não é para se meter em trilhas, mas as ruas medíocres de São Paulo, praticamente um off-road asfaltado, são encaradas mais confortavelmente com o EcoSport do que com carros pequenos. Muito disso se deve aos sistemas de suspensão e pneus de uso misto Pirelli Scorpion (aro 15”).

As mudanças no projeto não devem fazer tanto efeito quanto a política de preços da marca. O modelo 2011 começa em R$ 49.900 (XL) e tem garantia de três anos. Comparado ao CrossFox, por exemplo, outro xodó das mulheres, são cerca de R$ 3.000 a mais, já que este sai por R$ 46.100, na tabela. Apesar da diferença de preço, o VW não deve ser uma ameaça à liderança do EcoSport, mas novos produtos, de outras marcas, poderão intimidar.