A Ford confirmou nesta semana o lançamento da nova Maverick no Brasil. O anúncio foi feito pelo presidente da Ford América do Sul, Daniel Justo, que garantiu a estreia da picape no país em 2022. “A chegada da Maverick é mais um lançamento dentro da nossa estratégia de trabalhar com os pilares em que a Ford tem sucesso no mundo, com um produto inovador e conectado”, afirmou.

Feita sobre a plataforma do Bronco Sport e futura rival da Fiat Toro, a Maverick será o produto de entrada na linha de picapes da Ford, ficando posicionada abaixo da Ranger. “Ela surpreende pela versatilidade, tanto no interior como na caçamba, pelo tamanho, pelo design, pela tecnologia e dirigibilidade. Nos testes que fizemos aqui todos ficaram impressionados com o produto”, destacou Justo.

Nos Estados Unidos, a Maverick teve a pré-venda iniciada em junho e já acumula mais de 100 mil reservas, sendo 36 mil só na primeira semana. Por lá, o modelo é oferecido em duas opções de motorização: híbrida e a combustão. A primeira conta com um propulsor 2.5 à gasolina que entrega 164 cv e 21,4 kgfm de torque, combinado com um motor elétrico de 128 cv e 23,9 kgfm. Juntos, garantem potência combinada de 193 cv. O câmbio é CVT e a tração, dianteira. O consumo urbano desta configuração é de 17 km/l e a autonomia, de 805 km.

Para quem busca mais desempenho, há o motor 2.0 EcoBoost turbo de 253 cv e 38,3 kgfm, pareado com uma transmissão automática de oito marchas. Com este conjunto, a Maverick pode receber tração integral e passa a ter suspensão traseira multilink – na híbrida, é do tipo eixo de torção.

Com 5,07 metros de comprimento, 1,84 m de largura e 1,74 m de altura, a nova Maverick é 13 cm mais comprida que a Toro e tem as mesmas medidas de largura e altura. Uma vantagem considerável da picape Ford está no entre-eixos de 3,07 m, 8 cm maior que o da rival da Fiat. O volume da caçamba da Maverick é ligeiramente superior (942 litros ante 937 l), mas a Toro a supera na capacidade de carga: 750 kg contra 680 kg.