A Fórmula 1 encerrou a primeira metade do campeonato neste domingo com o Grande Prêmio da Hungria. A vitória ficou com Max Verstappen, que largou de 10°, escalou o pelotão, rodou na pista e se consagrou o vencedor da corrida. O pódio ainda ficou completo com os carros da Mercedes, seguido por Lewis Hamilton em segundo e George Russell garantindo o terceiro lugar. 

A CORRIDA:

O final de semana foi de “chove não molha” no circuito húngaro. O Domingo de pista seca conciliou com a boa corrida apresentada na pista.  O jovem piloto da Mercedes George Russell estreou na Pole Position depois de cravar o melhor tempo durante a classificação de sábado. A Ferrari teve Carlos Sainz e Charles Leclerc saindo logo atrás com a intenção de uma dobradinha na corrida, o que não aconteceu para os italianos.

Largada autorizada, Russell teve um ótimo tempo de reação e disparou na frente sem sofrer ameaças. Enquanto isso, Sainz e Leclerc brigavam para manter a posição. Sainz até chegou próximo de Russell na primeira curva, mas o piloto da Mercedes logo começou a se distanciar abrindo cerca de 2s5 de vantagem. 

Verstappen largou em 10° depois de ter problemas durante a classificação. O atual campeão mundial precisava escalar o pelotão e conseguiu, adquirindo cinco posições nas primeiras 13 voltas de corrida. Já o companheiro de equipe Sergio Pérez também mostrou serviço e de décimo primeiro pulou para sexto. A RBR, já superava a dupla da Alpine, Fernando Alonso e Esteban Ocon, além de Lando Norris (McLaren).

Enquanto a corrida ficava sem muitas novidades para o pelotão da frente Daniel Ricciardo (McLaren) colocou no seu currículo uma bela ultrapassagem dupla em cima de Fernando Alonso e Esteban Ocon que brigavam pela 10° posição. O piloto australiano criticado pelo desempenho nas últimas corridas mostrou que ainda sabe o caminho para subir algumas posições. 

Depois de 15 giros, a corrida de 70 voltas já mostrava algumas batalhas formadas. Leclerc passou o seu companheiro de equipe durante a abertura do PIT STOP, e a partir desse momento começou a caçada ao piloto da Mercedes. Russell era líder mas viu na volta 17 a Ferrari se aproximar. Volta a Volta Leclerc tentava uma oportunidade de ultrapassar o carro da Mercedes, mas a chance só apareceu durante o giro 31 em que na reta principal, Leclerc usou tudo que tinha para fazer a linda ultrapassagem em cima de Russell que ficou sem chances de se defender.

Foto: ANP via Getty Images

MOMENTOS FINAIS 

Ferrari mais uma vez atrapalhada nas estratégias desperdiçou a possibilidade de pódio e bons pontos. O primeiro erro foi quando a equipe decidiu chamar Sainz para o PIT STOP quando o espanhol estava em segundo lugar. Mas o principal erro foi a escolha de pneus para Leclerc que fez um stint curto com os pneus de faixa amarela, enquanto poderia ter rodado mais de 30 voltas com o mesmo jogo. 

Mercedes, por fim, aproveitou as oportunidades e o desempenho somado com a performance adquirida nas últimas etapas. Os flechas de prata foram escalando o pelotão até se colocarem entre a ponta da corrida. Hamilton de sétimo foi bem e pulou para segundo lugar, enquanto Russell era o terceiro colocado.

A imbatível equipe da Red Bull com a estratégia conseguiu colocar Max Verstappen na primeira posição. A equipe dos energéticos se antecipou em todos os pit stops para ganhar as posições da Mercedes e deixar Verstappen atrás do líder Leclerc, que até a volta 50 fazia boa apresentação durante a corrida. 

Max, chegou a ultrapassar Leclerc, mas na penúltima curva do circuito o piloto da RBR rodou sozinho fazendo um giro de 360º. Mesmo com o erro, o atual campeão mundial rapidamente voltou para a pista permanecendo em segundo lugar. Algumas voltas depois, Verstappen já era o líder novamente. 

A Ferrari chamou Leclerc para os boxes na volta 51 para colocar os pneus macios. Como consequência, os ferraristas perderam posições e a Mercedes tomou a vice-liderança da corrida. Com a bandeira quadriculada, Verstappen confirmou mais uma vitória, seguido por Hamilton e Russell garantindo o pódio. 

Com o Grande Prêmio da Hungria, a Fórmula 1 encerra a primeira metade do campeonato. A maior categoria do automobilismo fica três semanas de fora para as férias do meio de ano. O retorno das atividades será no dia 28 de agosto com o GP da Bélgica em Spa-Francorchamps para a continuidade de mais 9 corridas pelo mundo até o encerramento da temporada 2022.

Confira o resultado do GP da Hungria de Fórmula 1:

1) Max Verstappen (Red Bull)
2) Lewis Hamilton (Mercedes)
3) George Russell (Mercedes)
4) Carlos Sainz Jr. (Ferrari)
5) Sergio Pérez (Red Bull)
6) Charles Leclerc (Ferrari)
7) Lando Norris (McLaren/Mercedes)
8) Fernando Alonso (Alpine/Renault)
9) Esteban Ocon (Alpine/Renault)
10) Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes)
11) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes)
12) Pierre Gasly (AlphaTauri/Red Bull)
13) Zhou Guanyu (Alfa Romeo/Ferrari)
14) Mick Schumacher (Haas/Ferrari)
15) Daniel Ricciardo (McLaren/Mercedes)
16) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
17) Alexander Albon (Williams/Mercedes)
18) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes)
19) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Red Bull)
20) Valtteri Bottas (Alfa Romeo/Ferrari)

Confira a classificação dos 10 primeiros no campeonato de pilotos 2022: 

1) Max Verstappen, 258 pts
2) Charles Leclerc, 178
3) Sergio Pérez, 173
4) George Russell, 158
5) Carlos Sainz Jr., 156
6) Lewis Hamilton, 146
7) Lando Norris, 76
8) Esteban Ocon, 58
9) Valtteri Bottas, 46
10) Fernando Alonso, 41

(Photo by Peter Fox/Getty Images) // Getty Images / Red Bull Content Pool //

(Photo by Peter Fox/Getty Images) // Getty Images / Red Bull Content Pool //