Golf gerações –  Salvo dois Golf dessa matéria, todos os demais são de um único colecionador. E ele tem outros cinco!

destaque800

– Cerca de 10 anos atrás, Carlos fez um contato com a revista FULLPOWER para expor um carro seu. Na ocasião, tinha um VW Golf com visual esportivo, porém, mecânica 1.6 original. “Cheguei a perguntar se rolava uma matéria dele, mas, realmente seus atributos eram insuficientes e não deu certo”, lembra o colecionador.
Após esse episódio, ele comprou um GTi quatro portas e o preparou por completo: “nem fiz aquilo para sair na revista, mas, sim, para saciar minha própria vontade”, conta. O que ele não imaginava é que, a partir daquele momento, seu gosto por Golf tomaria uma proporção tão gigantesca: hoje, possui nove modelos, inclusive o da quinta geração, sequer trazido pela Volkswagen ao Brasil. Aqui, aliás, ainda se fabrica o “Mk4,5”, enquanto o Golf Mk6 está encerrando sua produção lá fora — e o Mk7 segue vendendo aos milhares na Europa!

 

Golf GTI MK1 – Do clássico de 1982, apenas a carroceria foi preservada. No lugar do motor 1.1 de 55 cavalos, um VR6 12v turbinado despeja 330 cv e muita adrenalina.

MANT6960_02

Ao participar de um evento de VW’s, o Golf Mk1 de Carlos faturou o prêmio de melhor veículo modificado refrigerado à água. Mas, será que esse clássico de 1982, raríssimo no Brasil, recebeu alterações suficientes para garantir tal colocação? Acredite, caro amigo… Do Golf original, restou somente a carroceria! “Comprei esse carro de um senhor de Brasília, que o havia adquirido de um membro da embaixada de Portugal. Ele passou 12 anos rodando diariamente com o motor original, um 1.1 carburado com câmbio de quatro marchas e 55 cavalos. Como seria mais uma exclusividade da minha coleção, não pensei duas vezes em radicalizar no projeto”, afirma o VWGolfmaníaco.
MANT6911

E ele não poupou performance ao seu recém-adquirido: no cofre, pulsa um propulsor de Golf VR6 12V, com transmissão de cinco marchas, injeção FuelTech FT300 e, como não poderia faltar, um belo kit turbo! “Optei por um ‘caracol’ Garrett GT2876RS, regulado com 0,8 kg de pressão. Ainda não o passei no dinamômetro, mas estimo uma potência de cerca de 330 cv”, profetiza o entusiasta. Pelo menos no dia do ensaio o carro mostrou ser um brinquedo e tanto!
Ao menor toque do acelerador, o pequeno VW arrancava com violência e, nos cortes de giro programados na injeção, uma sequência de “pipocos” era atirada pelas ponteiras do escape — esse, fabricado pela 4D Garage em canos de inox de 3”. Performance que deixou claro o bom trabalho da Advanced Race Team, oficina responsável pela preparação. “Há alguns acertos a fazer, mas o resultado já está bastante satisfatório. Basta uma olhada no cofre, com tudo organizado e pintura eletrostática, para notar que o trabalho foi muito bem feito”, elogia o dono. E, se você acha que o capricho termina na mecânica, estoure uma pipoca, acomode-se onde estiver e prepare-se para pirar nos componentes “ocultos” existentes nesse Golf.
MANT6454

Performance e requinte.
Ainda em fase de restauração, o Mk1 já revela detalhes e componentes de bom gosto. Começando pela suspensão coilover, da gringa Raceland. Travada, ela oferece pouco conforto ao motorista, mas muita esportividade ao VW. “Ele tem tudo para fazer bonito nas pistas. Sua estrutura ficou bem justa com a adoção das barras Ultra Racing superior e inferior, tanto na frente como atrás”, lembra. Vale destacar o jogo de rodas BBS RS aro 16” e os pneus 195/45, responsáveis por grudar, ainda mais, o carro no asfalto. “Por mais agressiva que seja a curva, o Mk1 contorna como se estivesse em trilhos”, ressalta Carlos.
Por fora, há ainda spoiler frontal da versão europeia, lanternas fumês e kit de emblemas, também importados. “Fico caçando na internet acessórios para os meus carros. Quando vejo, arremato na hora”, conta o dono da(s) raridade(s). Bancos vieram nessa pegada, comprados em um leilão. “Estava na internet, quando me deparei com o par de Recaro, dos Mk4 337 americanos. Dei o lance maior e os trouxe para casa”, completa. Assim que o ensaio chegou ao fim, Carlos comentou sobre o futuro do Mk1: “Finalmente vou encostá-lo para fazer uma restauração de verdade. Há detalhes na carroceria e no interior a serem terminados. Além disso, vou investir em um teto Ragtop”, afirma. Tanto ele como os demais carros dessa matéria podem ser vistos nos encontros semanais do vwgolfclub.com.br, em São Paulo (SP).

MANT6485

[nggallery id=366]

 

 

Golf GTI MK2- Raridade foi adquirida em um leilão, completamente original, com 8 mil km! 

MANT6747

Foi durante um leilão da Receita Federal que Fabio abraçou um verdadeiro objeto de desejo entre os Golfmaníacos: um Golf GTi 1986 impecavelmente original, com (pasme) 8 mil quilômetros! “Paguei o valor à vista e esperei por seis meses a retirada do carro. Acho que foram os ‘seis meses’ mais longos da minha vida”, conta. Mas, sem dúvida eles valeram à pena!
Afinal, o Volkswagen adquirido por Fabio, segundo ele mesmo, é raro não só no Brasil, como no mundo: “já procurei em todos os sites algum Golf Mk2 tão completo como o meu, mas não achei. Ele tem aquecimento de bancos, injeção de combustível mecânica, computador de bordo, marcador de temperatura de óleo digital, todos os acionamentos elétricos… Tudo original e funcionando!”, empolga-se.

MANT6735
Mesmo raro, impecável, sem um amassado ou risco, o carro foi comprado por Fabio para andar. Assim, pequenas alterações foram necessárias, como a troca do sistema de amortecimento de fábrica. “Os amortecedores originais estavam muito ruins. Então, importei um conjunto Koni e, de quebra, uma barra estrutural traseira Ultra Racing. Acredite ou não, mas acelero o carrinho sem dó”, afirma Fabio. Não só acreditamos, como vimos durante o ensaio o motor 1.8 16V colocar à prova seus 139 cavalos. Por vezes, Fabio esticou sua raridade e mostrou que, além de zerado, o Golf continua esportivo!

MANT6522

[nggallery id=367]

 

 

Golf VR6 MK3 – Único golf colour concept azul presente no brasil é do ano de 1995 e tem motor v6 de 200 cv!

MANT7204

Para adquirir e restaurar esse carro, Carlos precisou da ajuda de um amigo: Luis Fernando. “Comprei o Golf totalmente detonado. Para ter uma ideia, ele estava inteiro desmontado e era utilizado como casa para gatos. Foi quando percebi que sozinho não conseguiria salvá-lo e recorri ao meu grande amigo Luis”, revela Carlos. Todo esse esforço era por uma boa causa, afinal, tratava-se do único Mk3 VR6 Colour Concept azul no Brasil! “Essa edição limitada dispunha de cinco cores: verde (Salsa Green), amarela, vermelha (Flash Red), azul (Blue Jazz) e preta. Para o Brasil, foram trazidas uma versão de cada, onde a amarela é de um amigo e a vermelha sofreu perda total em um acidente”, afirma Carlos.

MANT7211

Além do motor 2.8 V6 DOHC com 200 cv, esse Golf traz diversos detalhes um tanto curiosos… A exemplo do interior, com cores ligadas à pintura da carroceria: “com exceção do preto, todos os outros Golf Colour Concept revelam interior coloridos. Bancos, laterais de portas, volante… Até coifa e manopla de câmbio repetem a tonalidade exterior do carro”, explica Carlos. A alavanca do freio-de-mão continua preta, por um único motivo: o componente original mais em conta encontrado até agora pedia o preço de R$ 1.500, motivo pelo qual ainda não foi encomendado. “Por essas e outras chamei o Luis para me ajudar. Tudo é muito caro nesses carros”, diz Carlos.

MANT6544

Projeto em andamento

Assim como o Mk1, esse VR6 ainda passará por uma grande restauração. Por isso, alguns componentes originais, como as rodas BBS Solitude aro 15”, ficaram para depois. “Por enquanto, investimos em um jogo de BBS Bugatti aro 17”, bastante raro também”, acrescenta o dono do carro. Com porção central personalizada de preta, ela combina com frisos e fenders dos paralamas, exclusivos na versão Colour Concept.

MANT7222

[nggallery id=371]

 

 

Golf GTI MK4 – exclusivíssimo, esse golf ainda recebeu preparação, rodas e freios de porsche!

MANT7015

Esse Golf pode ser considerado uma das “cerejas do bolo” de Carlos. Trata-se de um mero Mk4 duas portas… Só que não! “Esse é o único GTi com pintura preto sólida (ou Preto Ninja) e interior Recaro bege. Todos os outros modelos fabricados entre 2000 e 2001 com esse padrão de interior têm carroceria preta Magic (ou metálica)”, garante Carlos, que já levantou a numeração do chassis e constatou que o carro saiu assim da montadora. “Acredito que tenha sido um pedido especial de algum executivo da Volkswagen”, conclui.

Independente da excentricidade do carro, Carlos fez questão de adaptá-lo ao seu estilo. O kit turbo original, por exemplo, deu lugar a um conjunto K04-20, mesmo que equipa os Audi TT de 225 cv. Nessa etapa, foi adotado um intercooler Forge, de alto desempenho, e um escape de inox de 3” — a potência estimada ficou em 350 cv. “Ele é muito bom para acelerar e melhor ainda para frear”, assegura Carlos.

MANT6584

Freios pra que te quero

Reparou nas rodas da Golfera? Pois bem, elas são originais de Porsche Turbo, com talas de 8” e 9”, dianteiras e traseiras — essas últimas possuíam 11” de tala, mas foram usinadas para entrar no Volkswagen. Com elas também vieram os freios, com discos de 356 mm e 330 mm, respectivamente. “Nesse carro é relar no pedal central e ser ancorado”, conta Carlos, acrescentando que as pinças traseiras são de quatro pistões, enquanto as da frente revelam seis!

 

MANT7066

Os freios são muito bem-vindos, afinal, uma preciosidade dessas não pode passar um apuro sequer. Já imaginou danificar um par de faróis Hella da versão (rara) R32, com kit xenônio original de fábrica? Jamais… Além desses componentes, há ainda parachoques da versão americana 337, limitada e um tanto difícil de ser achada. Segundo Carlos, o dianteiro é maior do que o nacional, boa pedida para quem precisa utilizar intercoolers maiores. O conjunto de spoilers também foi importado dos EUA.
O interior do Golf é praticamente um “show-room” da versão R32: painel, volante, manopla de câmbio, pedaleiras… Carlos fez questão de importar tudo do modelo gringo. “Com o auxílio do vwgolfclub.com.br e outros sites espalhados, encontrei tudo o que queria para o carro. Hoje, sim, posso dizer que está exatamente como eu sempre sonhei”, vibra. Ah, vale também lembrar que ele trouxe um kit completo de suspensão Koni para o VW, com diversas regulagens de pressão e altura.

MANT6554

Diante de tudo isso, o Golf Mk4 do entusiasta é tido como o seu xodó e o mais utilizado diariamente. “Vou com ele para todo canto. Por onde passo recebo elogios e, quem realmente sabe do que se trata, se espanta com a exclusividade do carro”, relata, orgulhoso de seu “quarta geração”. E, se você acha que a história dos Golf de Carlos acaba por aqui, pode tirar o seu cavalo da chuva…

[nggallery id=372]

 

 

Golf GTI MK5 – coleção encerra nesse r32 feito em 2008. ao menos por enquanto.

MANT7265

Se nos demais carros mostrados nessa matéria Carlos teve certa dificuldade para a aquisição, nesse Mk5 R32 2008 a missão foi quase impossível. Segundo ele, o Volkswagen pertencia a um colecionador de carros de séries numeradas, que faria qualquer coisa na vida, menos vender o Golf. “Não sei quantas vezes visitei ele para mandar propostas. Teve um dia, inclusive, que fui contemplado em um consórcio, peguei o dinheiro e levei para o cara. Como era um valor muito superior ao que o Golf valia, achei que ele nem pensaria duas vezes. Para a minha surpresa, recusou. Não me dei por vencido e voltei a falar com ele dias depois, quando fui surpreendido: ele mudaria para o exterior e concordou com a venda. No fim, paguei um valor bem abaixo do que estava oferecendo”, confessa.

MANT6629

Limitado em 5 mil unidades, o R32 da matéria é o de número 897 e chegou às mãos de Carlos com menos de 2 mil km rodados. Completamente original, esse foguete de tração integral revela propulsor V6 3.2 de 265 cv e câmbio DSG, com opção de trocas (também) nas borboletas atrás do volante. “No Brasil há apenas sete modelos iguais a esse. Ele é tão animal de andar que não pretendo modificar nada… Pelo menos por enquanto”, diz o entusiasta.
O Mk6 já está na mira de Carlos e, assim que possível, garante também comprar um Mk7. “Não medirei esforços para ter todos os modelos. Afinal, é o único carro que eu curto”, admite. Perguntado se venderia algum de seus Golf, ele é direto: “Nem adianta vir com propostas. A resposta é não!”

MANT6602

[nggallery id=373]

 

 

Golf VII – Ele mal chegou e já preparamos uma versão para você delirar!

MANT6781

O Golf MkVII finalmente chegou no Brasil. Em duas versões, 1.4 Turbo e GTI 2.0 Turbo, ele arrancou elogios pela internet e, como não deixaríamos de fazer, “emprestamos” um da montadora para realizar o teste — no modo FULLPOWER, claro. Instalamos opções de rodas aro 19“ e percebemos que ele aceita tranquilamente até 20”. Aproveitamos sua estada para ver como molas esportivas se portariam (o resultado foi surpreendente) e, claro, para avaliar a sua potência. A Volkswagen divulgou 140 cavalos, mas pode começar a comemorar: em nosso dinamômetro, o 1.4T cravou 177,6 cv e 31,8 kgfm de torque! Esses e muitos outros detalhes “picantes” do VW você confere na edição 137 da FULLPOWER (nas bancas), com direito a um bônus do teste da versão 2.0 GTI, de 220 cv e velocidade cortada eletronicamente em 244 km/h!

[nggallery id=375]

Texto: Giuliano Gonçalves

Fotos: João Mantovani