Nada melhor que a maior feira de tecnologia do mundo para se fazer o lançamento de uma moto elétrica. A Livewire, mais recente novidade da Harley-Davidson, foi apresentada nesta semana na CES (Consumer Electronics Show) 2019, em Las Vegas. O modelo vai custar 29.799 dólares – cerca de R$ 111 mil – e estará nas lojas dos Estados Unidos em agosto.

Outras informações importantes sobre a nova moto dizem respeito à autonomia e ao desempenho. De acordo com o fabricante, a Livewire pode rodar 180 km com uma carga de bateria, feita em tomadas convencionais ou estações de recarga rápida. Já a aceleração de zero a 96 km/h é executada em apenas 3,5 segundos. Dados sobre potência e torque do motor elétrico ainda não foram revelados.

A Harley elétrica tem chassi de alumínio, utiliza suspensões da Showa e freios da Brembo, com dois discos de 300 mm na dianteira. Na parte eletrônica, destaque para os freios ABS, controle de tração e sete modos de condução – quatro padrões e três personalizáveis pelo piloto. Os pneus, desenvolvidos em parceria com a Michelin, são da linha Scorcher com 180 mm traseira e 120 na frente.

E o som do motor? Uma Harley tem que fazer barulho, né? Para tanto, a Livewire terá uma sonorização fake ao atingir altas velocidades. Vale mencionar ainda a questão da conectividade. Por meio do aplicativo de celular H-D Connect, será possível ver a carga da bateria e a autonomia mesmo estando distante da moto. Dados sobre revisões e manutenções, assim como o rastreamento e alerta sobre eventual movimentação do veículo também serão informados no app.