A Honda revelou nesta semana, na Tailândia, o City Hatchback. O modelo chega para encarar nomes como Toyota Yaris e Volkswagen Polo, trazendo credenciais de versatilidade ao estilo do Fit, motorização turbo e passaporte para o Brasil. Embora o fabricante ainda não confirme, já sabemos que o City hatch será produzido no país, posicionado abaixo do Fit.

Comparado ao sedã, o City hatch preserva o entre-eixos de 2,58 metros e a largura de 1,74 m. No comprimento, ele é 20,8 centímetros menor (4,34 m) e 2,1 cm mais alto (1,48 m). O design é harmonioso, com direito a traços de esportividade na versão RS.

Debaixo do capô, destaque para o motor 1.0 turbo de três cilindros, que entrega 122 cv e 17,6 kgfm de torque, combinado ao câmbio CVT. Aqui no Brasil, o City hatch ainda deve contar com o 1.5 aspirado, numa versão atualizada do propulsor usado pelo City atualmente vendido por aqui.

Na lista de equipamentos do City hatch, há itens como faróis de led, rodas de liga leve de 16 polegadas, botão de partida do motor, chave presencial, seis airbags, câmera de ré, controles de tração e estabilidade, central multimídia com tela de 8” com Android Auto e Apple CarPlay, piloto automático, ar-condicionado digital e aletas no volante para trocas de marchas virtuais.

A estreia do Honda City hatch no nosso país deve ocorrer até o fim de 2021, com produção na fábrica de Itirapina (SP), onde também será feita a nova geração do City sedã.