O segmento de motos esportivas de média cilindrada acaba de sofrer uma baixa no Brasil. A Honda CBR 500R, comercializada por aqui desde o fim de 2013, já não aparece mais no site da marca e está saindo de linha no país por questões estratégicas do fabricante.

Em nota, a Honda afirmou que “ao longo dos últimos anos, observou-se uma tendência com o direcionamento do interesse em modelos esportivos se concentrando na linha de alta cilindrada com grande performance e tecnologia. Neste sentido, a estratégia da Honda será direcionada neste segmento aos modelos CBR 650F e CBR 1000RR Fireblade”.

Equipada com motor bicilíndrico de 471 cm³, duplo comando no cabeçote, quatro válvulas por cilindro e refrigeração líquida, a CBR 500R entrega 50,4 cv a 8.500 rpm e 4,45 kgfm de torque a 7.000 rpm. O preço sugerido do modelo era de R$ 24.900, valor que não o ajudou ter bons índices de vendas.

Em 2018, foram emplacadas apenas 654 unidades da esportiva e 5.979 desde seu lançamento até o mês de março deste ano. Como comparação, a versão naked CB 500F teve 2.720 emplacamentos no último ano e a crossover CB 500X, consideráveis 3.284 unidades faturadas.

No segmento, a Honda CBR 500R tinha fortes rivais como as Kawasaki Ninja 300 (39 cv) e Ninja 400 (48 cv), além da Yamaha YZF-R3 (42 cv), que tem sido a líder de vendas do segmento nos últimos anos.