O HR-V reestilizado já está nas lojas do país, mas a grande novidade preparada para o modelo só estará disponível no ano que vem. No Salão do Automóvel de São Paulo, que vai até o próximo domingo (18), a marca japonesa confirmou a chegada do motor 1.5 turbo para a versão topo de linha do SUV.

Ainda sem preço definido, o HR-V Touring começará a ser vendido em meados de 2019, combinando o propulsor com injeção direta de gasolina com o câmbio CVT de sete marchas virtuais. Como a tração será dianteira, imaginamos que potência e torque sejam os mesmos do Civic Touring: 173 cv e 22,4 kgfm. No CR-V, que tem tração nas quatro rodas, o 1.5 entrega 190 cv e 24,5 kgfm.

Outra novidade apresentada na mostra foi a nova geração do Accord, que começa a ser vendida ainda em novembro. Com o sedã grande, a Honda também inaugura o seu pacote Sensing no Brasil, que reúne tecnologias de condução semiautônoma, como controlador de velocidade adaptativo, assistente de permanência de faixa e frenagem de emergência automática.

Debaixo do capô, o novo Accord trará o propulsor 2.0 turbo a gasolina de 252 cv, combinado com uma nova transmissão automática de dez marchas. O preço, para variar, não foi informado.

Além da apresentação dos modelos, a Honda aproveitou o Salão para anunciar o início das operações da fábrica de Itirapina (SP), programado para o fim de janeiro com a produção do Fit. Na onda dos carros elétricos e híbridos, a marca também informou que tem planos de comercializar três produtos híbridos no país num prazo de cinco anos.