Uma unidade pré-série do Kia Stinger GT-S recebeu uma bela recompensa por seus serviços prestados. Foram cerca de 16 mil quilômetros rodados em testes no Reino Unido, tendo figurado inclusive em várias publicações da mídia especializada, incluindo os programas Top Gear e The Grand Tour. Em vez de ser destruído, o exemplar foi transformado em um carro de corrida.

Batizado de GT420, o sedã de corrida feito pela divisão britânica da Kia com apoio e assistência do centro técnico da Hyundai Motor na Alemanha ganhou visual de competição e uma leve preparação no motor 3.3 V6 turbo. Com a eliminação dos catalisadores, adoção de novas velas, filtro K&N menos restritivo e melhorias na refrigeração do câmbio automático de oito marchas, o propulsor de 370 cv e 52 kgfm de torque saltou para 430 cv e 57,1 kgfm.

As rodas de 19” foram calçadas em pneus Pirelli Trofeo R. Já as suspensões receberam molas Eibach, mais baixas e firmes, e barras estabilizadoras mais grossas. O sistema de freios é da Brembo, com pinças de seis pistões na dianteira. Para aliviar o peso, a cabine adotou bancos do tipo concha, gaiola de proteção e se desfez da maioria dos itens de conforto e comodidade, como o teto solar, que foi substituído por uma placa metálica.

Segundo os criadores, o Stinger GT420 tem como objetivo revelar todo o potencial da versão topo de linha do sedã. Bem que ele poderia figurar em algum campeonato de turismo para o vermos em ação e contra rivais, né?