A Lamborghini finalmente apresentou a linha reestilizada de seu superesportivo de entrada, o invocado Huracán. Agora batizado de Huracán EVO, o modelo está mais potente, aerodinâmico e também mais tecnológico, graças a adoção de um processador capaz de prever a ação do motorista e, segundo o fabricante, antecipar os próximos movimentos e necessidades do condutor.

O processador batizado de Lamborghini Dinamica Veicolo Integrata (LDVI) controla os sistemas dinâmicos do Huracán EVO, após uma leitura ultra veloz de informações baseadas na posição do volante, pedais e acelerômetros do carro. Há ainda um novo eixo traseiro esterçante e vetorizador de torque nas quatro rodas.

Além dos acelerômetros, foram atualizados os giroscópios, a suspensão magnética adaptativa e o motor, claro! O 5.2 V10 aspirado recebeu válvulas de admissão de titânio e sistema de exaustão mais leve para aprimorar o desempenho e berrar mais forte. A potência é de 640 cv a 8.000 rpm e o torque, de 61,2 kgfm a 6.500 rpm. Na prática, esses números garantem aceleração de zero a 100 km/h em apenas 2,9 segundos e velocidade máxima de 325 km/h.

As mudanças visuais foram leves, mas perceptíveis e melhoraram a aerodinâmica do Huracán EVO. O parachoque dianteiro traz um spoiler integrado e as entradas de ar foram aumentadas. Na traseira, novos difusores garantiram um melhor fluxo do ar. As rodas de 20 polegadas contam com um novo desenho e na cabine há uma nova central multimídia com tela de 8,4 polegadas. O único item opcional é o sistema de telemetria com duas câmeras integradas.

O lançamento oficial do Huracán reestilizado ocorrerá na metade do ano. Nos EUA, o preço já está confirmado em US$ 261.274, quase um milhão de reais na conversão direta, sem impostos.