A Lamborghini anunciou nesta semana a chegada da versão conversível do modelo mais potente da história da marca, o Sián Roadster. Quer dizer, chegou, mas já acabou! O hiperesportivo híbrido terá apenas 19 unidades produzidas e todas estão vendidas.

Tal como o cupê, o Sián sem capota é equipado com um motor 6.5 V12 a gasolina de 796 cv e outro elétrico de 48V e 34 cv, este ligado diretamente à caixa de câmbio. No total, são 830 cv de potência. De acordo com o fabricante italiano, o roadster de tração integral acelera de zero a 100 km/h em 2,9 segundos, somente 0s1 inferior se comparado à configuração fechada. A velocidade máxima é de 350 km/h.

O primeiro híbrido da Lamborghini chama atenção também por uma tecnologia inovadora relacionada ao propulsor elétrico que, em vez contar com baterias convencionais, utiliza um supercapacitor para armazenar a energia dos freios regenerativos. Segundo a montadora, além de ser três vezes mais poderoso que uma bateria de íons de lítio de mesmo tamanho e potência, o componente é três vezes mais leve.

No visual, o Sián Roadster segue o mesmo estilo invocado do cupê híbrido e dos demais Lamborghini, com direito a homenagens. A tampa de vidro sobre o motor, por exemplo, foi inspirada na do clássico Countach.