Com toda experiência adquirida em vários títulos do campeonato mundial de Fórmula 1, a Mercedes criou o carro mais potente da linha AMG. É o AMG GT Track Series de 744 cv. O novo esportivo chega para comemorar os 55 anos de existência da divisão AMG que trabalha especialmente na criação de carros com foco no desempenho. 

Para celebrar uma data importante em grande estilo, o novo AMG chega com diversas peculiaridades para se tornar exclusivo. É uma edição limitada de apenas 55 unidades que podem ser adquiridas para quem também já comprou o hipercarro Mercedes AMG-One. As vendas são feitas diretamente pela matriz na Alemanha.

Construído especialmente para a pista, o novo Mercedes AMG GT Track Series não pode ser utilizado nas ruas. Quem comprar o carro vai poder curtir o “brinquedo” apenas em autódromo ou Track days. Aos que adquirirem o veículo, a Mercedes irá aplicar um treinamento técnico antes da entrega. Além de oferecer suporte de engenheiro e uma linha direta de serviços durante os fins de semana de corrida com reposição de peças e outros auxílios. 

Mecanicamente a base do novo AMG GT, é o mesmo da Black Series. Um motor V8 biturbo de 4 litros. A mudança está no virabrequim plano e bicos injetores personalizados para alcançar os 744cv e 86,7kgfm de torque. O câmbio é o Hewland HLS sequencial de seis marchas com diferencial ajustável. O ABS e o controle de tração possuem a mesma calibração de carros usados em competição com ajuste do menos permissivo ao totalmente desligado.

Capô, para-lamas, soleiras e tampa traseira são de fibra carbono. No cockpit, tudo que não é utilizado nas pistas foi retirado. Nesse caso, a gaiola de aço em uma célula de sobrevivência de carbono fica no lugar da central multimídia e vidros elétricos. Com todas as reduções, o peso é de 1.400kg. 

Ainda sem confirmação se virá ao Brasil, cada uma das 55 unidades serão construídas pela AMG no município alemão de Affalterbach. Todas irão possuir uma placa para identificar o número do exemplar. Preço e informações de desempenho ainda não foram divulgados pela Mercedes.

Foto: Divulgação Mercedes

Foto: Divulgação Mercedes