A Ford apresentou nesta semana, no Salão de Detroit (EUA), nada menos que o Mustang mais potente já produzido pela marca. A nova geração do Shelby GT500 foi revelada com um visual extremamente agressivo e motor 5.2 V8 com compressor mecânico de 2,65 litros. O fabricante não revelou a potência exata, apenas disse que o muscle car vitaminado supera os 700 cv.

Com chegada às lojas dos Estados Unidos programada para o segundo semestre, o novo Shelby GT500 utiliza pela primeira vez um câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas para ser mais veloz do que qualquer outro Mustang. Segundo a Ford Performance, as trocas são feitas em menos 100 milissegundos, tempo que nenhum câmbio manual consegue atingir.

A transmissão foi projetada para operar com vários modos de direção, incluindo normal, chuva, esporte, arrancada e pista, além de recursos como o bloqueio das rodas dianteiras para aquecimento dos pneus traseiros (line-lock) e controle de arrancada por meio do sistema Track Apps.

Para manter o ar de admissão mais frio e obter um centro de gravidade mais baixo, a equipe inverteu um compressor de 2,65 litros com intercooler ar-líquido, instalado no vão do motor V8. Como no Shelby GT350, o bloco de liga de alumínio do GT500 tem camisas de cilindro de peso reduzido e cabeçote de alumínio de alto fluxo, além de bielas forjadas maiores, sistema de lubrificação e dutos de resfriamento aprimorados.

O novo Shelby GT500 usa dois tipos de pneus Michelin, com compostos e bandas de rodagem especiais: Pilot Sport 4S, personalizados da Ford Performance, e Pilot Sport Cup 2. A frenagem é garantida por discos duplos de freio de 420 mm, com pinças Brembo maiores e mais rígidas, de seis pistões. Com área de varredura 20% maior que a do Shelby GT350, esses freios têm mais de 30% de massa térmica adicional nas rodas dianteiras.

Outros destaques técnicos do esportivo são a nova geometria de suspensão, direção com assistência eletrônica, molas helicoidais dianteiras e traseiras de baixo peso, amortecedores adaptativos MagneRide e dois pacotes de opcionais voltados à performance.

O “Handling Package” inclui suportes ajustáveis de montagem dos amortecedores ​​e spoiler com aba “Gurney”. Para os fãs mais extremos, há o “Carbon Fiber Track Packege”, com rodas de fibra de carbono aparente de 20 polegadas, rodas traseiras meia polegada mais largas (11,5 polegadas), pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 personalizados, aerofólio ajustável GT4 e divisor de fibra de carbono aparente. O banco traseiro é eliminado para reduzir o peso.

No visual do novo Shelby GT500, chama a atenção a nova grade com tomada de ar dupla, que garante um fluxo de ar de resfriamento 50% maior que o do Shelby GT350. Os para-lamas dianteiros estão mais largos, com rodas de 20×11 polegadas, e proporcionalmente alinhados aos para-lamas traseiros, que alojam rodas de 20×11,5 polegadas. #FICOUIRADO!