A Honda apresentou nesta semana a nova geração do Civic Si. O esportivo agora passa a ser oferecido apenas na carroceria sedã de quatro portas – em virtude das baixas vendas do cupê – e, com motor de 1.5 turbo de 203 cv e 26,5 kgfm de torque a 1.800 rotações, tem como meta entregar o melhor desempenho de sua história.

Embora tenha perdido 6 cv em relação ao antecessor, o Si G11 tem acelerações mais vigorosas por causa de várias atualizações, como a antecipação do torque máximo e o pico de potência aos seis mil giros. Além disso, a Honda aumentou a rigidez torcional da carroceria em 8%, ampliou a carga dos amortecedores, aplicou molas mais rígidas e barra estabilizadora 27 mm mais espessa para aprimorar a estabilidade e a segurança nas curvas.

O arrojo do novo Civic Si é favorecido também pela redução de peso. O volante do motor está 26% mais leve, deixando a inércia 30% menor. O câmbio continua sendo manual de seis marchas, com engates 10% mais curtos. Dados de desempenho não foram revelados, como é de praxe da Honda.

E o design, curtiu? A versão esportiva segue os traços do Civic G11 com uma pitada mais invocada, que inclui rodas de 18 polegadas com design exclusivo, novas saídas de escapamento e pacote aerodinâmico. Será que teremos o novo Si no Brasil? Caso seja importado, isso só deve ocorrer mais para o fim do ano que vem ou início de 2023.