A McLaren revelou nesta semana seu mais novo superesportivo. Batizado de Artura, o modelo é o primeiro híbrido plug-in de alto desempenho com produção em série da marca. Ele combina motor 3.0 V6 biturbo e outro elétrico que, juntos, entregam 680 cv de potência e 82 kgfm de torque. 

Sozinho, o seis cilindros gera 585 cv e 59,6 kgfm. Já o propulsor elétrico conta com 95 cv e 22,9 kgfm. O cupê pode rodar na eletricidade por até 30 km e chega a 130 km/h nesse modo. De acordo com a McLaren, 80% da capacidade das baterias pode ser recarregada na tomada normal em duas horas e meia.

O McLaren Artura acelera de zero a 100 km/h em 3 segundos, chega aos 200 km/h em apenas 8s3 e tem a velocidade máxima limitada a 330 km/h. Seu câmbio, totalmente novo, é de dupla embreagem e oito marchas. Na Inglaterra, o lançamento será vendido a partir de 185.500 libras esterlinas, valor equivalente a R$ 1,4 milhão na conversão direta.