Um Porsche Cayenne com 680 cv de potência e consumo médio de 25 km/l. Os índices expressivos são da nova versão topo de linha do SUV, batizada de Turbo S E-Hybrid, que pode ser encomendada no Brasil por outro número bastante chamativo: R$ 946 mil, mais que o dobro do cobrado pela configuração V6 híbrida, à venda no país por R$ 435 mil.

Equipado com um motor 4.0 V8 biturbo a gasolina de 550 cv e outro elétrico de 100 kW (equivalente a 136 cv), o novo Cayenne híbrido esbanja um torque brutal de 91,7 kgfm. Com câmbio automático de oito marchas, o utilitário-esportivo de luxo vai de zero a 100 km/h em 3,8 segundos e atinge máxima de 295 km/h.

De acordo com a marca alemã, o Cayenne Turbo S E-Hybrid tem autonomia de 40 km rodando somente no modo elétrico e pode chegar a 135 km/h nessa configuração. A bateria de íons de lítio pode ser recarregada em menos de 2h30 com um ponto de carga rápida de 240V e 50 amperes. Em tomada convencional de 230V e dez amperes, a recarga ocorre em seis horas.

Entre os itens de série do SUV estão freios de carbono-cerâmica, barras antirrolagem ativas e vetorização de torque no eixo traseiro, pacote Sport Chrono, que adiciona volante multifuncional com o comando dos modos de condução (Hybrid Auto, Sport e Sport Plus) e controle de largada integrados, além de controle dinâmico de chassi, rodas de liga leve de 21 polegadas e suspensão a ar. Como opcionais há eixo traseiro direcional e rodas de 22”.