A Porsche anunciou nesta semana os preços e detalhes da versão de entrada da atual geração do 911, já disponível para Europa e com chegada aos Estados Unidos programada para o início de 2020 – as vendas no Brasil devem começar no primeiro semestre do ano que vem.

O novo Carrera será oferecido nas configurações cupê e cabriolet, com preços iniciais de US$ 98.750 e US$ 11.550, respectivamente, sempre equipado com motor 3.0 boxer seis cilindros biturbo a gasolina de 385 cv e 45,8 kgfm de torque. Vale lembrar que no Carrera S esse propulsor rende 450 cv e 54 kgfm.

Associado ao câmbio PDK de dupla embreagem e oito marchas, o boxer faz o Porsche 911 Carrera acelerar de zero a 96 km/h (zero a 60 mph) em apenas 4 segundos na carroceria cupê e 4s2 na conversível. Com o opcional Sport Chrono, os tempos caem para 3s8 e 4s, nesta ordem. A velocidade máxima de ambos passa dos 290 km/h, segundo o fabricante.

No visual, há poucas diferenças entre o Carrera e o Carrera S, mas são perceptíveis. O Porsche “basicão” tem saída única de escape em cada extremidade traseira, rodas menores (com medidas 235/40 R19 na frente e 295/35 R20 atrás) e discos de freios um pouco menores, com 330 milímetros de espessura e sem as pinças tão visíveis. A cabine, porém, é idêntica, com direito à mesma central multimídia com tela de 10,9 polegadas.

Bem equipado, o 911 de entrada conta com sistema de controle ativo da suspensão, seletor de modos de pilotagem e modo de pista molhada para os freios – que detecta as condições de chuva e adapta o sistema de controle de estabilidade e o ABS para essas condições. Como opcionais, há escapamento com ponteiras de saída dupla, freios de cerâmica e rodas de 20” e 21”.