Gray Baskerville, conhecido como “Ol´ Dad”, escreveu nas maiores revistas americanas de carros alterados: Rod & Custom e Hot Rod. Não se considerava um jornalista clássico, mas, sim, um entusiasta apaixonado por performance (que teve diversas máquinas de arrancada, velocidade final e rua). Gray era admirado por seu estilo de escrita passional, criativo e bem-humorado, porém extremamente ácido. Tinha um vocabulário próprio e criou termos como “super sano”, para carros com um design limpo e puro, sem exageros, ou “Rat Rod” — que lhe rendeu críticas ferrenhas dos seguidores do estilo, pois consideravam o termo difamatório. O “Rat” vem da gíria “ratty” (algo velho e produtor de ratos), que era utilizada normalmente nos anos 50 para definir um “jalopy” (calhambeque) enferrujado. Depois de 35 anos de trabalho na HR, o inesquecível editor se aposentou em 2000 e morreu no ano seguinte, aos 66 anos.