Sabe o Peugeot 2008 que foi lançado recentemente no Brasil em linha reestilizada? Pois é… na Europa, o SUV francês acaba de ser revelado em sua nova geração, que começa a ser vendida até o fim do ano por lá. Por aqui, ainda não há previsão de vinda do modelo.

A maior atenção da marca ao Velho Continente tem uma explicação muito lógica: na Europa, o Peugeot 2008 foi o terceiro SUV mais vendido no ano passado, sucesso que não se repete aqui no Brasil. Para dar sequência às boas vendas, a segunda geração ganhou linhas inspiradas nas do novo 208 e acabou se tornando uma espécie de mini 3008, especialmente quando visto de traseira.

Na dianteira, a nova e robusta grade chama bastante atenção, assim como os traços de led no parachoque e nos faróis redesenhados. Atrás, o parachoque ficou um pouco mais proeminente para proteger melhor a tampa do porta-malas.

As medidas do novo 2008 também evoluíram. O SUV está 14 centímetros maior, com 4,30 metros de comprimento. O entre-eixos saltou para 2,60 m e o porta-malas passou de 355 para 434 litros. Por dentro, o Peugeot ficou mais refinado, tal como o 208. Comparado ao antigo, dá pra dizer que tudo é novo na cabine, com destaque para a central multimídia com tela de dez polegadas sensível ao toque e o quadro de instrumentos digital.

Na gama de motorização, a grande novidade do 2008 é a configuração elétrica. Batizada de e-2008, conta com um propulsor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm de torque, alimentado por um conjunto de baterias de 50 kWh posicionado sob o assoalho. A autonomia do SUV é de 310 km e a recarga completa demora oito horas em tomadas convencionais.

As versões a gasolina terão sob o capô o motor 1.2 tricilíndrico turbo com três níveis de potência: 100, 130 e 155 cv. Já as diesel contarão com o 1.5 de 100 ou 130 cv. As opções de câmbio são manual de seis marchas ou automático de oito velocidades.