Notícia triste para os fãs de hot hatches. A Renault oficializou nesta semana o fim do Sandero RS. Mas a despedida acontece em grande estilo: as últimas 100 unidades do esportivo serão acompanhadas do kit RS Finale, com produtos voltados aos fãs do modelo, além de uma plaqueta numerada. O pacote inclui um pôster com desenho técnico do Sandero RS, boné, chaveiro, squeeze, além de uma carteira com a temática RS e a plaqueta de metal numerada, para ser afixada no console central. O preço do carro é de R$ 99.290.

Em seis anos no mercado, o Sandero RS acumulou mais de 4.600 unidades produzidas. O hot hatch chama atenção por trazer parachoques esportivos, suspensões e direção retrabalhadas, rodas de liga leve de 17 polegadas calçadas em pneus Michelin Pilot Sport 4, lanternas escurecidas, faixas laterais e interior com acabamentos e bancos com padronagens exclusivos.

Debaixo do capô, o Sandero RS traz motor 2.0 aspirado flex, que entrega 150 cv de potência e 20,9 kgfm de torque, pareado a um câmbio manual de seis marchas. De acordo com o fabricante, o hatch de tração dianteira atinge velocidade máxima de 202 km/h. Será que o único esportivo de verdade disponível no Brasil com preços abaixo de R$ 100 mil vai deixar saudade?