Os últimos salões internacionais enfatizaram carros elétricos, híbridos, e falava-se muito na tal crise. Ou no fim dela. Sem dúvida, os veículos para serem plugados ou com duas formas de propulsão merecem atenção e já fazem parte da nossa realidade, assim como a crise, que vai se despedindo. Mas, até que enfim, a 81ª edição do Salão de Genebra, na Suíça, deu um tom diferente às feiras. Mais eclético, é bom até para quem gosta de modificados!
Os sete pavilhões do Palexpo — centro de convenções oficial da mostra — estavam repletos de debutantes: 170 veículos em aparições inéditas para os mais de 10.000 jornalistas do mundo todo, em apenas dois dias exclusivos para cobertura da imprensa. Nos 10 dias seguintes dessa pré-apresentação para veículos de comunicação, mais de 735.000 visitantes puderam ver as novidades que você confere nas páginas adiante.
Para nosso mercado, os principais lançamentos estavam na Audi, Chevrolet, Fiat e Volkswagen. A Audi apresentou o A6, que havia aparecido em Detroit. Mas, o sucesso veio turbinado: o novíssimo RS3 apavorou no salão suíço. O hatchback com o motor cinco cilindros e 340 cv chega às lojas européias em breve e deve estar por aqui no segundo semestre. Um pouco mais tarde, chegará o A3 sedan, apresentado por lá ainda como conceito. Via-se claramente que, detalhes como faróis, espelhos e maçanetas, por exemplo, devem sofrer alteração antes de ir para a linha de produção, prevista para o final de 2012. O motor do protótipo é o cinco cilindros turbo do TT RS, com 408 cv. Mas, deverá ser oferecido inicialmente com um quatro cilindros, também turbo, com injeção direta, à gasolina. O pequeno sedan caiu no gosto dos especialistas e deve ter concorrência: a Mercedes pode fazer um sedan menor que o Classe C, mas em 2013, apenas.
Ainda esse ano, os brasileiros terão duas novidades da Fiat que serão barulhentas: o 500 produzido no México, em Toluca, chegará aqui nos próximos meses custando pouco mais de R$ 40 mil — a versão que vinha da Polônia não será mais comercializada por aqui. Um protótipo de 500 mais radical e outro sofisticado também tiveram destaque: série especial Gucci e o Zagato, um conceito bem diferente inspirado em um modelo de 1952. Ele tem motor TwinAir de 900 cm3, 105 cv e 15,8 kgfm de torque, além de rodas 17” exclusivas.
Já os frutos da parceria com a Chrysler, disponíveis na Europa através de modelos Lancia (marca do grupo), como o 300 e o 200, terão aqui outra pegada. O Fiat Freemont — praticamente um Dodge Journey com motor Chrysler quatro cilindros, 2.4, de 175 cv e espaço para até sete lugares — será o primeiro carro de passeio da marca com essa capacidade de passageiros. Os “dodgemaníacos” não precisam reclamar: as versões top serão exclusivamente deles: o Freemont não deve passar dos R$ 70 mil e provavelmente vai ser vendido com bancos em tecido e detalhes como para-choques, grades e rodas diferentes se comparado ao modelo americano.
Também interessante para o mercado nacional, o Cruze hatchback, da Chevrolet, estava de portas abertas na Suíça. A primeira previsão de chegada, então para o final de 2011, deve ficar apenas no papel. O lançamento por aqui parece ficar apenas para 2012. O sedan, porém, deve estrear mesmo no segundo semestre deste ano, com motor 1.8, câmbio automático de seis marchas e versões bem equipadas, como os top LTZ. O Cruze hatch substituirá o Vectra GT, também em 2012. O Volt, novíssimo elétrico da Chevy, também apareceu em Genebra e chega em breve ao mercado europeu, para competir com os elétricos da Renault e Nissan.
Das francesas, Renault atacou de conceito Captur, um utilitário-esportivo cupê, com motor 1.6 turbodiesel e tração dianteira com blocante semelhante aos da linha Adventure, da Fiat. Peugeot mostrou o seu 308, a evolução do conhecido 307, mas ainda não se sabe quando e como ele chegará ao Brasil.
Entre os destaques da Volkswagen, Golf Cabriolet, novo Tiguan e um conceito para a velha e boa Kombi. Chamada de Bulli, a van sofisticada e tecnológica — é elétrica — leva até seis passageiros e utiliza uma plataforma modular da marca que será utilizada em modelos de todo o grupo (Audi e Skoda, por exemplo). Existem chances de o carro ser produzido, mas nada confirmado.
Num estande perto dali, a Ford mostrou carros que já são realidade, como Focus elétrico e a nova Ranger, em versão cabine dupla. Com linhas bem mais sofisticadas do que as anteriores, o novo modelo vai chamar atenção e até conquistar alguns proprietários de VW Amarok, Toyota Hilux e Mitsubishi L200 Triton, por exemplo…
Além de tantos lançamentos das principais montadoras instaldas em Genebra, outros destaques, como Ferrari FF, primeira da marca com tração nas quatro rodas e capacidade para quatro passageiros, assim como Lamborghini Aventador, a nova geração da marca italiana para ficar no lugar da Murciélago, eram os mais comentados. Alfa Romeo 4C também chamou atenção, assim como as máquinas personalizadas, que roubam a cena no salão suíço: Brabus, Novitec, Ruf, ABT, FAB Design e outras abalaram as estruturas com alguns Mercedes-Benz SLS biturbo, Ferrari 599, Porsche Cayenne Turbo, 911 e outros, nas mais diferentes configurações. Visite o site revistafullpower.com.br e confira uma galeria completa dos modificados de Genebra!