Nas últimas semanas a BMW vem apresentando diversos modelos especiais em comemoração do aniversário de 50 anos de motorsport. Prometida para o festival GoodWood, a versão Touring do modelo M3 foi revelada antes do esperado para a alegria dos entusiastas. A versão perua, traz a somatória de espaço, potência e familiaridade para aqueles condutores que não querem deixar de ter um esportivo na garagem.

Enquanto no Brasil as Station Wagon estão praticamente desaparecidas, na Europa o segmento segue firme. A última vez que a divisão M tinha produzido um modelo “perua”, foi através do M5 v10. A BMW parece que atendeu os pedidos da hashtag #SaveTheWagons dando vida a um novo veículo Touring, mas dessa vez utilizando como base o M3. Segundo a fabricante, por enquanto a M3 perua vai estar focada nos países da Europa e alguns mercados da Austrália, com uma possível aparição também no Japão.  

Divulgação/BMW

A transformação do Série 3 Touring na M3 Touring, não é exatamente como imaginamos. Para as coisas funcionarem a BMW precisou realizar uma série de modificações na carroceria, que foi alargada em 76 milímetros para se encaixar com o novo eixo. A fabricante também realizou reforços estruturais na parte inferior para aumentar a rigidez do carro.

O Design, apesar de ser muito parecido com o M3, recebeu linhas específicas para ficar ainda mais exclusivo. Outro diferencial em comparação com o sedã, é que a Touring estará equipada com amortecedores adaptativos com ajuste personalizado para lidar com o peso extra de 85 kg. Fora isso, o restante é de acordo com o M3. 

Entre os equipamentos, sistema de tração integral xDrive,  transmissão automática de 8 marchas com bloqueio eletrônico do diferencial traseiro, rodas de liga leve de 19″ na frente e 20″ na traseira, além de suspensão independente na traseira. Já na versão Competition, mais equipada, soma o seletor de tração nas opções 4WD, 4WD Sport (para derrapagem) e 2WD (para drift – desligando também o controle de estabilidade). A opção Drift tem 10 níveis do controle de tração e ainda oferece uma análise. 

Divulgação/BMW

O interior, tem algumas novidades, começando pelo painel que agora conta com uma tela, herdada dos modelos iX e i4, de 12,3 polegadas. A central multimídia, posicionada logo ao lado, é um pouco maior com 14,9 polegadas. Para uma experiência ainda mais esportiva, a BMW oferece o opcional de bancos concha de fibra de carbono. Os assentos são 9,6 kg mais leves, porém deixam o veículo um pouco desconfortável para longas viagens.

O conjunto mecânico é a combustão, ou seja, sem nenhum auxílio eletrificado. Possivelmente um dos últimos modelos BMW a ser equipado sem um motor híbrido. Debaixo do capô, o 3.0 biturbo de seis cilindros em linha, é capaz de gerar 510 cv de potência a 6.250 rpm  e 66,3 kgfm de torque. De acordo com a BMW, a Station Wagon acelera de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, atingindo 200 km/h em 12,9 s, com velocidade máxima de 280 km/h.

A BMW M3 Touring Competition é uma das atrações da fabricante no festival de GoodWood que ocorre no final do mês de junho em West Sussex, Inglaterra. O modelo será um dos rivais da Audi RS4 Avant no mercado de peruas. A pré-venda começa em setembro, com preços entre 97.800 euros (R$ 530.659). No Brasil, a Station Wagon não deve ser oferecida. 

Divulgação/BMW