V8 de 1000 cv e tração integral em um Toyota Celica 1971? SIM. Veja agora como ficou esse monstrão

Data:

Compartilhe:

As trocas de motores, conhecidas como engine swaps, estão cada vez mais comuns Lá fora a galera está curtindo bastante colocar motores de marcas diferentes dos carros, como foi o caso do Toyota GT86 com motor V8 de Ferrari 458 ou do Mazda Miata com V8 LS3 de Chevrolet. O australiano Jamie Heritage seguiu a mesma linha com seu Toyota Celica TA22 1971, tirando o quatro cilindros 2.0 original para dar lugar a um V8 bi-turbo da Lexus, modelo 1UZ. Além da troca, o novo motor recebeu uma preparação pesada com uso de outra de turbina, coletores especiais e injeção programável: agora ele rende aproximadamente 1000 cv.1000-hp-toyota-celica-2BX Displatec_610x200

Para conseguir controlar tanta potência em um carro levinho como o Celica (originalmente o carro pesa 890 kg), Jamie instalou um sistema de tração integral do Nissan Skyline GT-R, contando com o diferencial do R33 e câmbio seis marchas do R34. O carro levou cerca de 10 anos para ficar pronto, e em sua primeira puxada em uma reta de 1000 metros ele atingiu 311 km/h. Jamie diz que está feliz mas quer bater a marca de 350 km/h nesse percurso. Confira o vídeo da puxada:

bx-mcrazy_raw_rodasgolmagnum_banner-copy

Redação
Redaçãohttps://www.revistafullpower.com.br
O guia que te ajuda a escolher seu próximo carro, acessórios, produtos e serviços automotivos.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Não é fake: Entenda por que a Citroën vende uma van com duas frentes

Ninguém sabe se ela está indo ou voltando, e...

VW T-Cross 2025 tem visual renovado e mais itens, sem alterar os preços

SUV mais vendido do Brasil, o Volkswagen T-Cross acaba...

“Carro voador” da Embraer aparece em estágio avançado de produção

A Eve Air Mobility, empresa do grupo Embraer, revelou...

Adamastor Furia coloca Portugal no mapa dos países fabricantes de superesportivos

País conhecido pelos ótimos vinhos e pelo delicioso bacalhau,...