A Volkswagen divulgou nesta semana o preço sugerido da nova versão topo de linha do Jetta. Batizada de GLI, a configuração esportiva parte de R$ 144.990, tendo como único opcional o teto solar panorâmico, por R$ 4.990. Completo, portanto, o sedã médio sai por R$ 149.980.

Importado do México, o Jetta GLI é equipado com o motor 2.0 TSI de 230 cv e 35,7 kgfm de torque, tem câmbio de dupla embreagem e seis marchas e a tração é dianteira. Com esse conjunto, o mesmo do Golf GTI, o modelo vai de zero a 100 km/h em 6,8 segundos e atinge velocidade máxima de 250 km/h.

A opção mais cara do sedã médio conta com suspensão traseira do tipo multilink em vez de eixo de torção, além de diferencial blocante mecânico e freios do Golf R. As rodas também são exclusivas e maiores; de 18 polegadas ante as de 17” das versões com motor 1.4 TSI.

Na aparência, destaque para a grade e parachoques com estilo mais esportivo, sem falar do característico filete vermelho adotado nas versões vitaminadas da Volks. Na traseira, chamam a atenção o difusor traseiro, o aerofólio posicionado na tampa do porta-malas e a dupla saída de escapamento.

Bem recheada, a lista de equipamentos de série traz itens como faróis e luz diurna de led, seis airbags, ar-condicionado digital de duas zonas, bancos de couro com aquecimento e ventilação, piloto automático adaptativo, retrovisor fotocromático, retrovisores laterais com ajuste elétrico e aquecimento, quadro de instrumentos digital, seletor de modo de condução, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, start-stop, central multimídia com tela de 8” e volante multifuncional com aletas para trocas de marchas sequenciais.

Ao contrário das outras versões, o Jetta GLI recebeu também a função Auto Hold, que mantém o freio de estacionamento eletrônico acionado em paradas curtas. Outra exclusividade é o sistema de som Beats de 300 watts, com amplificador digital de oito canais, quatro alto-falantes, dois tweeters e um subwoofer.