Oficialmente, ainda não há informações sobre a vinda da oitava geração do Golf para o Brasil. Mas a Volkswagen já tem registradas no Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) as imagens de patente do novo hatch médio, representante icônico de uma espécie em extinção.

Embora as fotos sejam da versão mais simples do modelo (conseguimos perceber isso pela entrada de ar do para-choque, com hastes horizontais), a importação (quando e se for realizada) deve ser das configurações mais caras, mais especificamente a híbrida do tipo plugin, GTE, ou a mítica esportiva, GTI.

Esta última, aliás, impressiona com seu motor 2.0 turbo de 245 cv e 37,7 kgfm de torque, que pode combinado com um câmbio manual de seis marchas ou dupla embreagem e sete velocidades. Preço? Se o novo Golf GTI chegar ao país, deve beliscar os R$ 200 mil.

Vale lembrar, entretanto, que o registro no Inpi é um procedimento padrão dos fabricantes com seus novos produtos. Até máquinas como o Honda Civic Type R já foram inscritas no Instituto, mas isso não culminou na comercialização do modelo no Brasil. Que seja diferente com o novo Golf.