As mulheres gostam muito de SUVs, mas será que aprovam o Volkswagen T-Cross? Para saber a opinião delas sobre o novo utilitário-esportivo, convidamos duas apreciadoras da categoria para conhecer e acelerar a versão mais barata do modelo equipada com câmbio automático. Batizada de 200 TSI, a configuração tem preço sugerido de R$ 94.490.

Neste vídeo, as duas participantes falam sobre design, nível de acabamento, conforto, espaço interno e também dão suas impressões ao volante do T-Cross, que é equipado com motor 1.0 turbo flex de até 128 cv e transmissão automática de seis velocidades, com opção de trocas sequenciais por aletas ou pela manopla.

Embora ainda não tenha alcançado números expressivos de vendas (em maio, acumulou 3.003 unidades vendidas, contra 5.754 do Jeep Renegade, como comparação), o T-Cross faz sim pressão nos rivais quando o assunto é custo-benefício. Sua lista de itens de série é bastante atrativa, com itens como seis airbags, controles de tração e estabilidade, rodas de liga leve de 16 polegadas, volante multifuncional com ajustes de altura e profundidade da coluna de direção, sensor crepuscular, vidros, travas e retrovisores elétricos, luz diurna de led, saída de ventilação independente para o banco de trás, além de central multimídia com tela sensível ao toque de 6,5” e espelhamento de smartphones.

O único pacote de opcionais da versão 200 TSI automática é chamado de Interative II. Por R$ 1.590, adiciona ao SUV câmera de ré, sensor de estacionamento dianteiro e rebatimento elétrico dos retrovisores. Outro destaque do T-Cross é a oferta das três primeiras revisões gratuitas.

Será que o T-Cross econômico no dia a dia, fazendo uso constante do ar-condicionado? Isso você descobrirá no vídeo. De acordo com o Inmetro, o modelo faz médias de 7,6 km/l na cidade e 9,5 km/l na estrada, quando abastecido com etanol. Com gasolina, os índices aumentam para 11 km/l e 13,5 km/l, respectivamente.

Falamos também sobre o desempenho do SUV, acelerando inclusive com o câmbio no modo S, mais esportivo. Conforme a Volks, o utilitário-esportivo vai de zero a 100 km/h em 10,4 segundos. Não é, portanto, o mais ágil de seu segmento. Adversários como o Peugeot 2008 THP, o Chevrolet Tracker e o C4 Cactus THP são mais velozes. Ainda assim, as impressões sobre o Volkswagen 1.0 TSI nas acelerações e retomadas de velocidade são boas.

O porta-malas do T-Cross, cujo volume varia de 373 a 420 litros conforme a posição do encosto traseiro, também foi avaliado pelas convidadas, assim como o espaço do banco de trás. Conectividade foi outro ponto de discussão no vídeo, com destaque positivo para a multimídia bastante rápida e intuitiva, sem falar das quatro entradas USB encontradas no carro. O sonho da maioria dos ocupantes, seja homem ou mulher.

Ao passar por valetas ou lombadas, os 19,1 centímetros de vão livre do solo são suficientes para impedir que o parachoque dianteiro do T-Cross raspe. Um detalhe que nossas convidadas elogiaram muito! Quer saber por quê? Aperte o play para descobrir.