Na nação que deu origem ao ditado “there’s no replacement for displacement” (“não há substituto para deslocamento”, se referindo à “cilindrada” do motor) testemunhar um swap desses não é nada incomum.

O proprietário de um BMW M3 da geração E46 aparentemente não estava satisfeito com os seus seis canecos em linha originais produzindo cerca de 340 cv, portanto decidiu dar um leve upgrade. O cara pegou o maior motor que a indústria tinha atualmente em um carro de produção, o 8.4 V10 do finado Dodge Viper, e meteu no cofre do bm. O resultado é esse aí que você ouve no vídeo abaixo.

Além do V10 de mais de 500 cv pulsando sob o capô, o proprietário ainda instalou um kit wide body à la Liberty Walk e trocou o painel de instrumentos pelo do esportivo americano. Mais pra frente, ele ainda pintou a carroceria inteira de verde e ainda deixou o motorzão tomando um ar atravessando o capô, como você vê nesse outro vídeo:

Os vídeos são cortesias dos canais Giorgi Sulava e BMW MY LIFE.