A Chevrolet anunciou nesta semana o início das vendas do Camaro reestilizado no Brasil. Tal como ocorreu nos EUA (só que em maio de 2019!), o muscle car abandonou estilo ousado do logotipo posicionado em uma barra preta que dividia a grade frontal e voltou a trazer a gravatinha entre os faróis. O preço da linha 2020 é de R$ 377.900 na versão cupê e R$ 422.900 na conversível.

A base para o novo desenho da dianteira do Camaro veio do conceito Shock, exibido no Sema Show, em Las Vegas, há dois anos. Além da atualização visual, o modelo recebeu um novo pacote de conectividade. Ele passa a ter a mais recente versão da central multimídia MyLink, com Wi-Fi nativo e integração sem fio para smartphones com Android Auto e Apple CarPlay. Há ainda o sistema OnStar de rastreamento, socorro e concierge e o app myChevrolet, que permite ter acesso ao carro e diversas funções do veículo.

Nada mudou no conjunto mecânico. O Camaro continua equipado com motor 6.2 V8 de 461 cv, 62,9 kgfm de torque e injeção direta de gasolina. A transmissão é automática de dez marchas e a tração, traseira. O superesportivo também conta com controle de largada e tem pneus run flat com medidas 245/40 ZR20 na dianteira e 275/35 ZR20 na atrás.

De acordo com a GM, o Camaro reestilizado acelera de zero a 100 km/h em 4,2 segundos e tem velocidade máxima limitada eletronicamente em 290 km/h na configuração cupê e 250 km/h na conversível.