A quarta geração do Hyundai Santa Fe já está à venda no Brasil por um preço, digamos, ainda mais chamativo que o belo design do lançamento. A tabela do SUV é de R$ 297.300, valor mais caro que o de um Range Rover Evoque P250 flex, como comparação, vendido aqui por R$ 281.600.

Em versão única, o novo Santa Fe tem carroceria de sete lugares – os bancos da terceira fileira podem ser rebatidos com apenas um toque – e vem equipado com motor 3.5 V6 a gasolina de 280 cv e 34,3 kgfm. O câmbio é automático de oito marchas e a tração, integral.

Bem recheada, a lista de equipamentos de série traz itens como faróis 100% de led, quadro de instrumentos digital com tela TFT LCD de sete polegadas, teto solar panorâmico, câmera 360°, rodas de liga leve de 19″, ar-condicionado digital, além de central multimídia com tela de 8” compatível com Android Auto e Apple CarPlay, carregador de celular por indução e sistema de som Infinity composto por quatro alto-falantes, dois tweeters dianteiros, dois alto-falantes estéreo, uma central, um subwoofer e um amplificador.

Entre os recursos de segurança, destaque para o assistente de partida em rampa, airbags frontais, laterais e de cortina, auto hold, controle de tração e estabilidade, controle de velocidade de cruzeiro, detector de ponto cego, freio de estacionamento eletrônico e Isofix.

Você compraria o novo Santa Fe em vez de um Evoque? Ou que tal um Volvo X60 Hybrid, que custa R$ 299.950, tem motor de 407 cv e tecnologias de condução semi-autônoma? Deixe sua opinião nos comentários.