A BMW está em clima festivo, prestes a comemorar os 50 anos da divisão esportiva. No mês de setembro do ano passado, a montadora alemã revelou a M 1000 RR, a primeira motocicleta do grupo Motorrad  a receber o emblema M em sua construção.

Na última etapa do MotoGP, em Estoril (POR) a BMW apresentou oficialmente a M 1000 RR em uma edição comemorativa do aniversário de Motorsport da fabricante. Entre as principais diferenças, a moto traz um emblema retro da BMW e também a exclusiva cor Amarela São Paulo, que antes era oferecida apenas no sedã esportivo M3.

O conjunto mecânico permanece o mesmo 4 cilindros em linha de 999cm³, capaz de gerar 214 cv de potência a 14.500 rpm e 11,5 kgfm de torque a 11.000 rpm. Com foco em performance o motor recebeu pistões forjados, válvulas de titânio, balanceiros mais leves, dutos de admissão retrabalhados com novo formato e um coletor de admissão mais curto para priorizar a entrega de potência em altas rotações. A M também deu uma atenção especial para a ciclística da moto, incluindo os freios, garfo dianteiro invertido e a suspensão traseira

Para quem busca uma proposta mais esportiva, a BMW Motorrad oferece para o mercado nacional, a S 1000 RR com o pacote M que agrega novas rodas em fibra de carbono (1,7 kg mais leves) e a nova bateria de lítio (que pesa entre 2 kg a menos). A inédita versão M 1000 RR já pode ser reservada para o Brasil. A fabricante não informou preços nem quantas unidades serão vendidas.

Divulgação/BMW