A manda-chuva do grupo PSA no Brasil, Ana Theresa Borsari, fez uma belíssima apresentação sobre as perspectivas da marca Citroën no Brasil, durante o lançamento do C4 Lounge, em Buenos Aires, Argentina. O visual é ainda bem semelhante ao modelo que está hoje nas lojas, lançado em 2013, e o motor continua sendo o quatro cilindros 1.6 16V, THP, turbo de 173 e 24,5 kgfm de torque (no etanol). Acoplado à uma caixa de câmbio Aisin de seis velocidades, sequencial, ele anda bem, é silencioso e pode receber modificações como remapeamento, filtro esportivo, downpipe + escape em busca de mais performance para quem é FULLPOWER-maníaco(a).

A executiva que já liderou as marcas Peugeot e Citroën em outras partes do mundo tem fala firme e tranquila, subiu ao palco para falar de inovação e como a Citroën pretende tratar seus consumidores de forma personalizada, individual. Na hora de falar sobre o novo sedan, que mudou pouco e custa de R$ 93.920 a R$ 102.790, deu lugar aos responsáveis pelos departamento de Marketing e Design.

Três departamentos de estilo da marca, espalhados pelo mundo – São Paulo, Paris e Xangai -, participaram das mudanças no Lounge. As principais alterações estão na frente, com novo parachoque, faróis em Full-LED e de neblina. Internamente, novos painel de instrumentos e central multimídia que oferece Apple Car Play, Google Android Auto, Bluetooth, navegação e comando para o ar-condicionado dualzone.

Nós fizemos um test-drive rápido saindo de Buenos Aires, rodando um total perto de 200 km. Não é aquele carro que te instiga acelerar, mas rende muito bem. Os 100 km/h chegam na casa dos nove segundos e a velocidade máxima é de 215 km/h. As trocas de marchas podem ser feitas na alavanca ou o próprio câmbio cuida disso para o motorista mais relaxado. Com novas rodas 17”, calçadas em pneus 225/45, ele tem calibração de suspensão para encarar nossas ruas ruins. Mas quem quiser trocar por um conjunto de rodas de maior diâmetro, fica o conselho de não passar de aro 19”, para que se possa usar um perfil de pneu 35, por exemplo e não menor do que isso. Colocar uma 20″ com perfil 30″ou até 25″ vai sofrer.

O C4 Lounge tem sistema keyless e botão start-stop (do lado esquerdo do volante. Ou seja, a chave pode estar no bolso ou na bolsa para entrar no carro e basta apertar o botão para funcionar o motor. São seis airbags para a versão top de linha (Shine) e quatro na de entrada (Feel). O consumo médio é de 8 km/litro no etanol e cerca de 11,5 km/litro na gasolina, em trechos mistos urbano/rodoviário. O sedan chega às lojas agora em março e tem garantia de três anos. Há uma versão mais básica, com rodas aro 16″ e menos equipada que começará em R$ 69.990.

 

Detalhes técnicos

Motor: Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.6, 16V, turbo, flex
Potência: 173 cv (E)/166 cv (G) a 6.000 rpm
Torque: 24,5 kgfm a 1.500 rpm
Câmbio: Automático de seis marchas, tração dianteira
Direção: Eletro-hidráulica
Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) e eixo de torção (traseira)
Freios: Discos ventilados (dianteira) e discos sólidos (traseira)
Pneus: 225/45 R17
Comprimento: 4,62 metros
Entre-eixos: 2,71 metros
Tanque: 60 litros
Porta-malas: 450 litros
Peso: 1.390 kg