A Triumph começa a vender no Brasil a linha 2020 da Street Triple RS. A naked de média cilindrada traz visual atualizado, mais equipamentos – como faróis de led – e uma leve melhoria no motor de 765 cm³. Desenvolvido com tecnologia da Moto2 (classe intermediária do Mundial de Motovelocidade), o propulsor continua entregando 123 cv a 11.750 rpm, mas graças a um reajuste, ele passa a gerar 9% a mais de potência em médias rotações.

O torque evoluiu, saltando de 7,8 kgfm para 8,05 kgfm a 9.350 rpm. De acordo com o fabricante, a Street Triple RS ainda recebeu uma nova calibragem para o acelerador eletrônico, com respostas mais precisas, e uma relação mais curta para as duas primeiras marchas do câmbio de seis velocidades com quick-shifter.

A suspensão dianteira da naked utiliza bengalas Showa de 41 mm ajustáveis, com curso de 115 mm. Já a traseira é monochoque Öhlins STX40 com reservatório piggyback, ajustável e com curso de 131 mm. Os freios são Brembo nas duas rodas, sendo os dianteiros com pinças monobloco radiais de quatro pistões com uma alavanca ajustável e os traseiros, de pinça deslizante.

No design, destaque para os faróis redesenhados com lâmpadas de led e DRL, novas carenagem e entradas de ar, além do tanque de combustível com novo formato. A Street Triple RS ganhou também um novo quadro de instrumentos de TFT, com sistema que permite interagir com celulares e câmeras GoPro. O seletor de modo de condução, claro, continua disponível na motocicleta, com cinco configurações: Road, Rain, Sport, Track e Rider.