COMO MANDA A TRADIÇÃO

Data:

Compartilhe:

Ford 1932 é transformado em legítimo hot rod Hi-Boy: motor V8 302 forte para as retas, acabamento gringo e estilo de sobra

Quem leu a matéria de capa da FULLPOWER 119 conheceu um pouco da história dos Ford Mustang e Chevrolet Camaro, muscle cars responsáveis por mudar o mercado de automóveis dos Estados Unidos na década de 1960. Mas, antes destes dois ícones ganharem as largas avenidas e highways da terra do Tio Sam, um tipo de veículo já fazia a cabeça de muitos norte-americanos desde meados da década de 1930: os hot rod.

hot rod 32 movimento dianteira

Desenvolvido por aficionados por velocidade, um hot rod tem conceito relativamente simples: instalar em um chassi antigo o maior e mais potente V8 possível em sua dianteira, além de retirar partes “desnecessárias” da carroceria do veículo para reduzir peso. Simples assim. Tudo para, na época, realizar competições ilegais de 1/4 de milha (402m) em rodovias e nos desertos de sal nos Estados Unidos.

Os Hot Rod viraram uma febre e este tipo de veículo (bem como as competições ilegais) cresceu tanto que, em 1937, foi fundada a SCTA  (Southern California Timing Association, ou Associação de Tempos do Sudeste da California), para aprimorar e legalizar as competições que posteriormente se transformariam nas tradicionais provas de Arrancada.
O tempo passou, mas  o apelo totalmente “bad boy” deste tipo de automóvel ficou marcado na imaginação de milhares de pessoas por várias gerações. É o caso de Marcos Balsamão, proprietário deste Ford 32 Hi-Boy.  Embora seja fiel à tradição, o hot rod de Balsamão leva uma pitada de modernidade em sua receita, além de muitos detalhes para deixar sua aparência impecável.
Restaurado e preparado pela Street-1, este Ford levou cerca de um ano para ficar pronto — afinal, trabalhos como esse são artesanais. No decorrer do processo, o modelo recebeu uma enorme lista de componentes “premium”. O motor V8 302” (5.0), por exemplo, é alimentado por um carburador quadrijet Holley de 650 cfm, montado em um coletor Edelbrock.
hot rod 32 motor
O comando de válvulas é um Isky de 268o na admissão e escape, as polias foram feitas em alumínio, a parte elétrica utiliza todos os componentes da MSD, o escapamento 8×2 recebeu tratamento de cerâmica… A somatória de todos esses cuidados (e muitos outros), de acordo com Marcelo Pinhas, proprietário da preparadora, resultou na produção de 350 cavalos de potência!

*Motor V8 302 aplicado no Ford 32 é repleto de mimos. Toda a parte elétrica é controlada por componentes MSD, como módulo, distribuidor e cabos de vela. Novo radiador com ventilador incorporado é totalmente de alumínio, assim como as tampas de válvulas e o scoop do carburador. E a lista de itens especiais parece não acabar: todas as mangueiras são do tipo Aeroquip, escapamento tem banho cerâmico, alternador é cromado… O visual do conjunto condiz com o estilo da carroceria!
hot rod 32 motor lateral

Mas, se você quer andar voando nas estradas ou pistas nos dias de hoje, procure um VW AP turbo, uma Ferrari, um Nissan GT-R e deixe este hot estacionado na frente de um dos melhores barzinhos da cidade. Embora acelere com vontade quando o pedal do acelerador é maltratado, tudo neste Ford 32 é extremamente refinado e bem cuidado em um nível acima do comum. Observe as fotos dessa matéria com atenção e confira a quantidade enorme de detalhes existentes em cada ângulo, soldas, parafusos, cores… Não há falhas! E o interior segue o mesmo padrão da área externa, com a tapeçaria perfeitamente encaixada, com direito até mesmo a moldura do painel de instrumentos feita à mão.

Hot Rod Ford 32 interior com tapeçaria perfeitamente encaixada, moldura de painel de instrumentos feita à mão, câmbio automático...Hot Rod Ford 32 interior com tapeçaria perfeitamente encaixada, moldura de painel de instrumentos feita à mão, câmbio automático…
TÚNEL DO TEMPO
Ao entrar no Ford, a primeira sensação é estranha — leia “com ergonomia ruim”. As pernas ficam em posição um pouco cansativa, o cinto subabdominal não passa segurança, embora o volante esteja na distância ideal para meus 1,79 m. Ao ser ligado, o Hot dá uma saudação com um discreto (porém, grave e inconfundível) som de V8, convertendo gasolina em música de qualidade e risadas instantâneas.
Com o câmbio automático em “drive”, o modelo demanda diversas manobras para entrar na pista (o diâmetro de giro é enorme) e iniciar o passeio, mas necessita de poucos momentos para exibir suas virtudes. Vento e sol no rosto, diversos cheiros normalmente não sentidos, o som do motor no modo “surround”… A experiência é agradável. Ele faz o motorista se sentir “cool” e apoiar o braço esquerdo na porta  instantaneamente para seguir com o lento desfile. Ao passar por um grupo de pessoas que parou a caminhada para observá-lo, o Ford 32 saudou-os com uma acelerada. Uma senhora que passava na rua fez cara de desagrado, mas tudo bem: o motorista já se sente um pouco “bad boy”. Essa é a sensação de dirigir um legítimo hot rod.
Embora a concepção deste Ford seja antiga, o modelo conta com freios modernos: discos ventilados na dianteira e tambor na traseira. Mesmo com certa hesitação no início da frenagem, o modelo perde velocidade rapidamente. A suspensão, surpreendentemente, oferece bom nível de conforto e estabilidade.
Segundo Marcelo Pinhas, proprietário da Street-1, um dos maiores destaques de um hot rod é a sua exclusividade. “Este estilo de carro dá satisfação pessoal, pois você não o adquire em qualquer lugar. Além disso, vira pescoços onde quer que passe”, explica Pinhas. Outro detalhe importante do automóvel é a sua ampla possibilidade de customização: é praticamente impossível um hot rod ficar igual a outro. Exclusividade e estilo são os números deste tipo de veículo.
Redação
Redaçãohttps://www.revistafullpower.com.br
O guia que te ajuda a escolher seu próximo carro, acessórios, produtos e serviços automotivos.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Mais leve e com potência extra, novo BMW M3 CS chega ao Brasil em tiragem super limitada

Mais potente, mais leve e mais rápido. Essas são...

Neta Auto, da China, confirma estreia no 2º semestre e planeja fábrica no Brasil

Nova marca chinesa no Brasil, a Neta Auto divulgou...

Última dança do V8: Ram 1500 Classic R/T é limitada em 100 unidades

O casamento entre as picapes Ram e os motores...

Depois de bombar nos EUA com 7.500 pedidos, novo Mustang GTD parte para a Europa

A pré-venda do Ford Mustang GTD terminou esta semana...