BMW revela novo 3.0 CLS, esportivo que celebra um clássico dos anos 1970

Data:

Compartilhe:

Celebrando 50 anos de Motorsport, a BMW apresentou durante o ano diversos modelos dedicados a homenagear a divisão M. Para fechar o portfólio composto por  M3 Touring,  M4 CSL e também o recém lançado M2, a montadora revelou nos últimos dias o novo BMW 3.0 CSL, modelo que homenageia o clássico esportivo da década de 1970.

Baseado no M4, o cupê estreia com uma grade dianteira  com preenchimento trançado, totalmente diferente dos demais modelos da fabricante. O acabamento tem um detalhe em alumínio acetinado, o mesmo material utilizado no contorno das janelas. O para-choque dianteiro faz referência ao modelo original, e ganhou entradas de ar arredondadas. Já no capô, o destaque fica para as aletas nas laterais, seguindo o mesmo item presente no CSL dos anos 70.

P90488870 highRes the bmw 3 0 csl dyna scaled 1
Divulgação

O body kit do novo CSL ainda conta com faróis amarelos igual aos carros de corrida, rodas douradas forjadas de 20 polegadas na dianteira e de 21 polegadas na traseira, pneus com a inscrição “50” na lateral em homenagem ao meio século da divisão esportiva e pára-lamas mais pronunciados com um design agressivo.

Na parte traseira, o cupê ostenta duas asas, com o aerofólio preenchendo toda a tampa do porta-malas e o defletor menor sobre o teto, seguindo o modelo de 1970. O aspecto diferenciado se contempla com um para-choque redesenhado agregado ao difusor com quatro saídas de escapamento.

Por dentro, o esportivo é digno de uma versão CSL. O Cockpit conta apenas com bancos de fibra de carbono para o motorista e passageiro, deixando de lado os assentos traseiros que foram retirados especialmente para reduzir o peso da máquina alemã. Com o foco em autódromos, a BMW ainda colocou um compartimento para guardar capacetes no lugar onde ficavam os bancos de trás.

P90488907 highRes the bmw 3 0 csl stat scaled 1
Divulgação

Sob o capô, o modelo vem equipado com um motor seis cilindros de 3.0 litros, capaz de gerar 560 cv de potência e 56 kgfm de torque. Esse propulsor é um dos mais potentes já desenvolvidos pela marca. O conjunto vem aliado ao câmbio manual de seis marchas com tração traseira. O esportivo ainda possui eixo traseiro com diferencial ativo M, freios de carbono-cerâmica de série, além de suspensão adaptativa M com amortecedores controlados eletronicamente.

O novo BMW 3.0 CLS será um modelo limitado em apenas 50 unidades. Todos os exemplares serão produzidos individualmente em um formato quase que artesanal. Algumas peças são feitas manualmente, enquanto a pintura exige um processo específico. Vale destacar que cada veículo irá passar por oito ciclos de montagem em estações de produção, podendo levar até 10 dias para estar totalmente concluído. O preço e dados de desempenho ainda não foram revelados.

 

Redação
Redaçãohttps://www.revistafullpower.com.br
O guia que te ajuda a escolher seu próximo carro, acessórios, produtos e serviços automotivos.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

As 5 marcas de bateria com melhor reputação, segundo o Reclame Aqui

Você já parou para pensar na importância da bateria...

Jeep relança Wrangler com pintura cor-de-rosa nos EUA

Após receber uma onda de pedidos, a Jeep decidiu...

BMW X5 será o primeiro carro híbrido plug-in produzido no Brasil

O Brasil está prestes a receber seu primeiro veículo...

Nova picape Chevrolet S10 tem pré-venda iniciada por R$ 281.190

Com apresentação ao público marcada para a próxima semana...