Versão moderna do Romi-Isetta, Microlino Lite pode ser dirigido por “pirralhos” sem habilitação

Data:

Compartilhe:

O que você verá neste artigo:

Versão moderna do clássico BMW Isetta, o Microlino, da fabricante suíça Micro, acaba de estrear numa nova versão que pode ser conduzida na Europa por adolescentes sem habilitação. Apresentado nesta semana no Salão de Genebra, na Suíça, a variante chamada Lite é toda preparada para a “pirralhada” dirigir e passear com segurança.

Para evitar que jovens acelerem pelas ruas na mesma intensidade com que seus hormônios correm pelas veias, o Microlino Lite teve sua potência reduzida. Segundo o fabricante, o motor elétrico do carrinho gera um pico máximo de 12 cavalos de potência, enquanto a versão para adultos habilitados tem 16 cv. A velocidade máxima é limitada em 45 km/h.

Microlino Lite
O Microlino Lite foi apresentado ao público no Salão de Genebra, na Suíça (Divulgação)

Talvez no intuito de evitar distrações, o interior do carro tem apenas o básico. Nada de central multimídia ou funções adicionais espalhadas pelo painel. Nesse ponto, os únicos mimos para o motorista e o passageiro é um simples aparelho de som e o ar condicionado.

O Microlino Lite é oferecido com duas opções de bateria: uma de 5,5 kWh, com 100 km de autonomia, e outra de 11 kWh, que proporciona um alcance de até 180 km.

Microlino Lite
Interior do carrinho tem apenas o essencial (Divulgação)

Minúsculo e com espaço para apenas dois ocupantes, tal como o Isetta original, o Microlino Lite, que pesa apenas 600 kg, tem 2,5 metros de comprimento por 1,47 m de largura e 1,5 m de altura.

A idade para dirigir o Microlino Lite na Europa varia. Na Itália ou na França, o modelo pode ser conduzido por adolescentes de 14 anos. Na Suécia ou na Espanha, o limite sobe para 15 anos. Já na Suíça, onde a legislação de trânsito é bastante rígida, é preciso ter pelo menos 18 anos para dirigir o carro da Micro sem habilitação.

O novo carrinho da Micro ainda não teve o preço divulgado. Por ora, a fabricante já adiantou vai oferecer o modelo em programas de assinatura mensal por 165 euros (R$ 893).

Microlino revive o Romi-Isetta

BMW Isetta no exterior e Romi-Isetta no Brasil. Por aqui, o carro em formato de bolha com sua indefectível porta dianteira recebeu esse nome devido ao seu fabricante, a Indústrias Romi. A empresa com sede em Santa Bárbara d’Oeste, no interior de São Paulo, produziu o veículo sob licença do fabricante alemão entre 1956 e 1961.

Romi-Isetta
O Romi-Isetta é considerado o primeiro carro produzido no Brasil (Divulgação)

Há quem considere o Romi Isetta o primeiro carro de passeio produzido em série no Brasil. Porém, por conta da legislação brasileira dos anos 1950, o carrinho não era considerado um automóvel de fato. Por conta desse detalhe, o veículo que entrou para os livros de história como o primeiro carro feito no Brasil foi o DKW Vemag, lançado em 1957.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

As 5 marcas de bateria com melhor reputação, segundo o Reclame Aqui

Você já parou para pensar na importância da bateria...

Jeep relança Wrangler com pintura cor-de-rosa nos EUA

Após receber uma onda de pedidos, a Jeep decidiu...

BMW X5 será o primeiro carro híbrido plug-in produzido no Brasil

O Brasil está prestes a receber seu primeiro veículo...

Nova picape Chevrolet S10 tem pré-venda iniciada por R$ 281.190

Com apresentação ao público marcada para a próxima semana...