A Volvo segue um plano de eletrificação constante para todos os veículos da marca sueca. Não só apenas carros, mas também agora chegou a vez dos caminhões receberem uma atenção especial. A fabricante anunciou que irá abrir no terceiro trimestre deste ano a sua primeira fábrica de montagem de baterias na cidade de Ghent, Bélgica.

Com intuito de um formato plug-play, para ter as baterias prontas para apenas serem instaladas nos veículos, a Volvo Trucks planeja instalar as células e módulos da Samsung SDI em baterias sob medida para os caminhões elétricos FH, FM e FMX. 

De acordo com o Presidente da Volvo Trucks, Roger Alm: “Ao integrar o processo de montagem da bateria em nosso fluxo de produção, podemos reduzir o tempo de execução para nossos clientes e garantir baterias de alto desempenho, ao mesmo tempo em que aumentamos a circularidade.”

A montadora ainda afirma que as baterias serão projetadas para poder posteriormente, reformadas e reutilizadas. O cliente também poderá fazer um pedido personalizado de acordo com a demanda. Cada bateria terá 90 kWh com a possibilidade de serem instaladas 6 em um caminhão, totalizando 540 kWh de capacidade de carga. 

Divulgação/Volvo

Para 2022 a Volvo Trucks planeja o início da produção de três lançamentos de veículos pesados totalmente elétricos para o mercado Europeu. O novo catálogo ainda irá contar com seis modelos de caminhos para todo o mundo. 

“Iniciamos a produção em série de caminhões elétricos já em 2019 e estamos liderando o mercado tanto na Europa quanto na América do Norte. Com o rápido desenvolvimento de redes de carregamento e melhorias na tecnologia de baterias, estou convencido de que veremos uma rápida transformação de toda a indústria de caminhões em um futuro muito próximo.” afirma o Presidente da Volvo Trucks, Roger Alm. 

A fabricante já conta com veículos somentes híbridos e em breve pretende oferecer apenas carros elétricos em suas concessionárias. Nessa nova fase, a Volvo inicia na Bélgica mais uma etapa de seu plano em eletrificar o transporte de caminhões até 2030 com o desejo de que pelo menos 50% de todas as vendas globais sejam elétricas. Com a fábrica alimentada somente por energia 100% renovável a pretensão da montadora sueca é se tornar uma empresa neutra em carbono até 2040.  

 

Divulgação/Volvo