Cheia de truques, essa Ford F-100 1961 customizada é pura curtição

Data:

Compartilhe:

Customizar um veículo para torná-lo realmente exclusivo é uma missão mais difícil do que parece. Não basta colocar rodas bonitas, instrumentos de painel mais chiques, pintá-lo em um, dois ou mais tons e, pronto! A vida não é tão simples assim. Essa Ford F-100 de 1961 recebeu tratamento especial para se diferenciar. Mas, sem que as alterações sejam evidentes aos olhos curiosos menos experientes. Claro, logo se nota que a pintura saia e blusa com um pin preto dividindo-as não é original. Mas, há alterações que você pode não notar ao olhar a foto dela chapada de lado, rodando macio no interior paulista, onde foi construída pela Hot Company Brasil (HCB), especializada em superprojetos.

“A picape chegou aqui com o projeto em andamento. Já tinha diversas mudanças, mas que não ‘batiam’ com nosso padrão”, conta Alexandre Benevides, responsável pela oficina. “Além de muito trabalho que não aproveitaríamos, o proprietário desejava seu veículo de volta em 10 meses, no máximo”, acrescenta.

Ford F-100 customizada pela HCB
Pouco linda: Ford F-100 1961 foi preparada para rodar macio no dia a dia (Acervo FULLPOWER)

Com a missão aceita, o time foi pra cima da Ford F-100! Após separar cabine e caçamba de cima do chassi e colocar cada um em seu devido canto na HCB, mãos à obra. A traseira, hoje com detalhes na caçamba em madeira, foi mais simples, pois é praticamente toda em chapa reta. Já a cabine e o cofre do motor, por exemplo, deram mais trabalho, mesmo que não tenha teto rebaixado, uma modificação desejada para este modelo.

“O trabalho mais pesado na parte da frente foi fazer os novos para-lamas, tanto por dentro quanto por fora. Usamos rodas aro 20 nos dois eixos e para elas parecerem de maior diâmetro e preencherem os ‘sarados’ para-lamas, fizemos uma funilaria que diminuiu o vão das rodas em quase seis centímetros”, revela Benevides. Na foto, dá para perceber como as Billet Specialties em alumínio billet ficam envolvidas com perfeição na dianteira e traseira.

Esse trabalho pesado também se estendeu por dentro dos para-lamas, na área frontal. “A busca por um cofre clean e tão bonito quanto à carroceria era sério neste projeto. Fizemos duas peças arredondadas que parecem abraçar o motor V8 302 e o radiador de alumínio, escondendo cabos e fiação, por exemplo. Sem dúvidas, é um dos cofres mais bem trabalhados da HCB e que será usado como cartão de visita em eventos”, conta o customizador.

Na hora de definir a pintura, as visitas do proprietário à oficina foram essenciais: durante um final de semana de confraternização na HCB, o dono da F-100 conheceu o proprietário de uma Chevy Suburban 1948. Assim que viu o carro, se apaixonou por suas tonalidades e, após conversar com Zé da Xuxete (o dono do furgão), ambos concordaram em fazer a picape no mesmo esquema de cores.

Cabine da Ford F-100 customizada
A cabine da F-100 customizada recebeu um ar-condicionado da Vintage Air (Acervo FULLPOWER)

Sessentona, Ford F-100 customizada segue impecável

Fã de suspensões a ar gringas em seus projetos, Benevides optou por usar um kit de coilover da Heidts, com braços em “A” na dianteira, e four-link na traseira. Já para ancorar a picape, discos de freio de 14” de diâmetro, com pinças de seis pistões na frente e quatro, atrás, foram adicionados.

“A ideia aqui não era um utilitário para acelerar a qualquer custo, mas um veículo bom para passear, macio e com rendimento satisfatório. O Ford 302 é mais do que reconhecido como um bom motor, tem manutenção fácil e não foi preciso inventar muito. Roda na gasolina, tem cabeçotes de alumínio e um quadrijet 650 cfm. Sem grandes pretensões para enrugar o asfalto”, explica Alexandre.

Motor Ford 302 da Ford F-100 customizada
Motor Ford 302 é potente e até hoje tem manutenção simplificada (Acervo FULLPOWER)

Banco inteiriço, alavanca do câmbio C4 automático na coluna de direção também em alumínio billet…Essa Ford F-100 é pura curtição! Ainda tem ar-condicionado da Vintage Air e maçanetas e vidros manuais, sem abusar de muitos equipamentos elétricos. É muito funcional e com menos chance de dar dores de cabeça ou uso excessivo de controles remotos (comuns quando se usa suspensão a ar e portas shaved, sem maçanetas, por exemplo).

Até mesmo a decisão de usar pneus 295/40 e 275/40 visa o rodar macio e confortável. “Como o carro é usado com certa frequência, se realizássemos o desejo do proprietário de usar borrachudos de perfil ainda mais baixo, o conforto seria comprometido. Os Pirelli PZero instalados enfrentam bem a buraqueira do asfalto brasileiro, vão bem na chuva e no seco”, finaliza Benevides, depois de cumprir a missão e entregar a Ford F-100 customizada em menos de 10 meses para seu dono.

VEJA MAIS:

Conheça o Lecar Model 459, carro elétrico brasileiro que será lançado em 2025

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

As 5 marcas de bateria com melhor reputação, segundo o Reclame Aqui

Você já parou para pensar na importância da bateria...

Jeep relança Wrangler com pintura cor-de-rosa nos EUA

Após receber uma onda de pedidos, a Jeep decidiu...

BMW X5 será o primeiro carro híbrido plug-in produzido no Brasil

O Brasil está prestes a receber seu primeiro veículo...

Nova picape Chevrolet S10 tem pré-venda iniciada por R$ 281.190

Com apresentação ao público marcada para a próxima semana...