AMG mais vendido no mundo, o Mercedes-AMG C63 com leves atualizações visuais enfim chegou ao Brasil. A linha 2019 do esportivo alemão conta com três versões (C63, C63 S e C63 S Coupé), todas equipadas com motor 4.0 V8 biturbo – que rende 476 cv e 66,2 kgfm na configuração de entrada e 510 cv e 71,3 kgfm nas demais – e câmbio automático de nove marchas.

Os preços são de R$ 499.900 para o C63, R$ 546.900 para o C63S e R$ 555.900 para o C63 S Coupé. Brutal no desempenho, o trio acelera de zero a 100 km/h na casa dos 4 segundos. O cupê é o mais veloz nessa aferição, com a marca de 3,9 s. Na sequência surge o C63 S, com 4 segundos cravados, e depois vem o C63, com 4,1 segundos. A velocidade máxima do C63S e do cupê é de 290 km/h. No C63, são 250 km/h.

Na aparência, os novos AMG C63 trazem faróis e lanternas de leds atualizados, além de detalhes peculiares da divisão AMG, como saias esportivas, rodas de liga-leve de 19 polegadas, ponteira quádrupla de escapamento e um novo difusor.

Por dentro, destaque para o quadro de instrumentos de 12,3” totalmente digital e a tela multimídia de 10,25” com funções e desenhos exclusivos da AMG. O volante com comandos sensíveis ao toque é o mesmo utilizado no AMG-GT. Já os bancos de couro podem ser pretos, vermelhos ou brancos.

O Mercedes-AMG C63 possui um seletor com seis modos de pilotagem: Comfort, Sport, Sport+ Race, Slippery (para pistas molhadas) e Individual. A suspensão recalibrada dispõe de ajuste adaptativo de amortecimento e a tração é traseira, com bloqueio eletrônico de diferencial.