Picape Ranger é “vestida” para a estreia da Ford no Rally Dakar

Data:

Compartilhe:

O que você verá neste artigo:

A picape Ranger T1+ está pronta para a largada do Rally Dakar 2024. A divisão de competições Ford divulgou recentemente a versão final do veículo preparado para a próxima edição da competição off-road mais prestigiado do automobilismo. O evento ocorrerá entre os dias 5 e 19 de janeiro, na Arábia Saudita.

O modelo de competição deriva da geração anterior da Ford Ranger, porém está em conformidade com a categoria T1+, considerada a mais competitiva do rali. Será um momento especial para a fabricante de Detroit, tão vitoriosa na Fórmula 1 e em Le Mans, participará do Dakar pela primeira vez em 2024.

O desenvolvimento e, principalmente, a construção da Ranger de rali é conduzido pela Neil Woolridge Motorsport (NWM), da África do Sul. Hoje um tradicional parceiro da Ford na área de competições, a NWM finaliza e ajusta a picape no padrão de competição T1+.

Picape Ranger T1+ tem motor 3.6 V6 preparado para competições
Modelo tem o mesmo motor 3.5 V6 Ecoboost da Ford Ranger original, mas preparado para a competições (Ford)

Outro nome envolvido no projeto é a M-Sport, a equipe de rali do Reino Unido com vasta experiência no WRC e no Dakar, e agora com missão de levar a marca do oval azul eu sua estreia nas dunas do Dakar.

“A jornada para o Rally Dakar de 2024 começa aqui, com o Ford Performance e a M-Sport Ranger partindo na longa jornada até a linha de largada em janeiro. A equipe está animada para começar esta aventura épica buscando terminar e aprender antes do desafio de 2025 em uma das corridas mais difíceis do mundo”, anunciou a Ford.

O “desafio de 2025” diz respeito a pretensão da Ford em participar do Rally Dakar 2025 com a nova Ranger Raptor T1+, ainda em fase de desenvolvimento e testes.

Rally de novidades

Além da estreia da Ford no Dakar, o rali de 15 dias na Arábia Saudita também marcará a estreia da nova categoria T1U (de “Ultimate”). A série destina-se a carros com soluções de motorização de zero e baixa emissão. As equipes podem utilizar motores elétricos, híbridos, a hidrogênio e tecnologias que ajudem a reduzir ou dispensar o uso de combustíveis fósseis na competição.

ViaFord

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Não é fake: Entenda por que a Citroën vende uma van com duas frentes

Ninguém sabe se ela está indo ou voltando, e...

VW T-Cross 2025 tem visual renovado e mais itens, sem alterar os preços

SUV mais vendido do Brasil, o Volkswagen T-Cross acaba...

“Carro voador” da Embraer aparece em estágio avançado de produção

A Eve Air Mobility, empresa do grupo Embraer, revelou...

Adamastor Furia coloca Portugal no mapa dos países fabricantes de superesportivos

País conhecido pelos ótimos vinhos e pelo delicioso bacalhau,...