Anote aí: 1min37s54. Esse foi o tempo cronometrado pelo Jaguar XE SV Project 8, guiado pelo piloto Randy Pobst, em uma volta no desafiador circuito de Laguna Seca, nos EUA. O giro se torna o novo recorde entre os sedãs de produção naquela pista, desbancando em quase um segundo o antigo recordista, um Cadillac CTS-V, que detinha a marca de 1min38s52.

Equipado com motor 5.0 V8 de 600 cv e câmbio automático ZF de oito marchas, o XE SV Project 8 é considerado pelo fabricante como o sedã mais extremo já produzido pela Jaguar. E um devorador de recordes: é dele também a melhor volta entre os modelos de sua classe na pista alemã de Nürburgring, com o tempo de 7min21s23.

Com tração nas quatro rodas e cravejado com tecnologia genuína de automobilismo, como rolamentos de roda de cerâmica estilo Fórmula 1, altura de deslocamento ajustável e cambagem ajustável, o XE SV Project 8 vai de zero a 100 km/h em 3,7 segundos e atinge velocidade máxima de 321 km/h.

Os paralamas dianteiros e traseiros do sedã superesportivo são feitos sob medida para acomodar rodas maiores e mais largas, calçadas em pneus Michelin Pilot Sport Cup 2. De acordo com a Jaguar, para ser um papa recordes, o XE SV Project 8 traz melhorias significativas na aerodinâmica e na suspensão, incluindo um modo de pista para máxima sustentação negativa e melhorias adicionais na resposta de amortecimento, aceleração e direção.

Com produção limitada a 300 unidades, o Jaguar XE SV Project 8 tem preço inicial de 149.995 libras no Reino Unido, o equivalente a quase R$ 801 mil na conversão direta. Segundo o fabricante, não há planos de importação do modelo para o Brasil.