Mazda vai projetar um novo motor rotativo de última geração

Data:

Compartilhe:

O que você verá neste artigo:

Se o chefe falou, então é bom obedecer. O CEO da montadora japonesa Mazda, Masahiro Moro, confirmou nesse último fim de semana, durante o Tokyo Auto Salon, que a fabricante vai criar um departamento para desenvolver um motor rotativo de última geração. Segundo o executivo, os trabalhos da nova área começam já no próximo mês.

Comumente associado aos carros esportivos da Mazda, como os “ferozes” RX-7 e RX-8, os motores rotativos voltaram a ser produzidos pela empresa japonesa em junho de 2023, após um hiato de 11 anos. O motor de ciclo Wankel, porém, hoje tem uma utilização bem diferente: ele serve como gerador auxiliar para o carro elétrico MX-30 e-Skyactiv R-EV.

Moro ainda não indicou como será a aplicação do novo motor rotativo da Mazda. O CEO da montadora, porém, adiantou que o desenvolvimento do propulsor “fará avanços nos desafios da era neutra em carbono” utilizando uma “ampla gama de recursos técnicos”.

MX-30 e-Skyactiv R-EV possui um motor rotativo
O carro elétrico MX-30 e-Skyactiv R-EV da Mazda usa um motor rotativo como gerador auxiliar de eletricidade (Divulgação)

Com uma presença discreta no mercado de carros elétricos, a Mazda não esconde que está buscando uma alternativa ao uso de baterias como principal fonte de propulsão para carros de zero emissão. Seguindo essa linha, o novo departamento de motores da marca japonesa pode avaliar o uso do motor rotativo como extensor de alcance, como já acontece no MX-30, ou abastecê-lo com hidrogênio ou biocombustíveis.

Como funciona um motor rotativo?

Os motores rotativos funcionam de forma diferente dos motores convencionais, com pistões e bielas. No motor rotativo, a peça móvel é um rotor triangular que gira dentro de uma câmara de combustão. Esse rotor possui três faces, cada uma das quais executa uma das quatro etapas do ciclo de Otto: admissão, compressão, combustão e escape.

Os motores rotativos são um tipo de propulsor a combustão interna que funcionam de forma diferente dos motores convencionais, com pistões e bielas. No motor rotativo, a peça móvel é um rotor triangular que gira dentro de uma câmara de combustão.

Inventado na década de 1920 pelo engenheiro alemão Felix Wenkel, o motor rotativo apresenta algumas vantagens em relação aos motores convencionais: são mais compactos, leves e eficientes. Além disso, produzem menos vibrações e ruídos, o que os torna mais confortáveis para o motorista.

Mazda RX-8, um clássico com motor rotativo
Acelera muito! O RX-8 foi o último carro da Mazda com motor rotativo (Divulgação)

No entanto, os motores rotativos também apresentam algumas desvantagens. Eles são mais complexos e caros de fabricar do que os motores com pistões e bielas e tem uma vida útil mais curta. Na fase atual de desenvolvimento, o motor de ciclo Wenkel também é mais poluente.

Os motores rotativos são usados em uma variedade de veículos, incluindo carros, motos, barcos e aviões. A Mazda é a fabricante de carros que mais utilizou motores rotativos. Outras fabricantes como Rolls-Royce, Ford, General Motors e Mecedes-Benz também já produziram automóveis impulsionados por esse tipo de motor.

VEJA MAIS:

Liberty Walk arrepia no visual do Lamborghini Countach com kit aerodinâmico

Dodge revela primeiras imagens do novo Charger, que será elétrico

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Não é fake: Entenda por que a Citroën vende uma van com duas frentes

Ninguém sabe se ela está indo ou voltando, e...

VW T-Cross 2025 tem visual renovado e mais itens, sem alterar os preços

SUV mais vendido do Brasil, o Volkswagen T-Cross acaba...

“Carro voador” da Embraer aparece em estágio avançado de produção

A Eve Air Mobility, empresa do grupo Embraer, revelou...

Adamastor Furia coloca Portugal no mapa dos países fabricantes de superesportivos

País conhecido pelos ótimos vinhos e pelo delicioso bacalhau,...