A quarta geração do Honda Fit, apresentada nesta semana durante o Salão de Tóquio (Japão), impressionou bastante com seu visual completamente renovado. Será que vai agradar o consumidor brasileiro? Saberemos isso no ano que vem, quando o monovolume deve começar a ser fabricado e vendido por aqui.

Batizado de Jazz em outros mercados, o novo Fit chama atenção por seu estilo mais arredondado. Os faróis estão maiores, as lanternas pela primeira vez são horizontais e a plataforma também é inédita, deixando o veículo ainda mais versátil, de acordo com o fabricante.

O interior 100% renovado traz volante de dois raios, acabamento de couro no painel bicolor, quadro de instrumentos digital, nova central multimídia com tela sensível ao toque e alguns comandos físicos, além de muitos e práticos porta-objetos, essência de toda a história do Fit.

Ainda não foram reveladas muitas informações técnicas sobre o novo Fit, mas já é sabido que ele terá opção de motor 1.0 turbo e 1.5 híbrido, sempre com câmbio CVT. O monovolume contará ainda com o pacote Honda Sensing, que reúne recursos de condução semiautônoma, como frenagem automática de emergência, alerta de permanência de faixa e piloto automático adaptativo.