Fusca preparado vira um animal selvagem com motor turbo de Subaru

Data:

Compartilhe:

Alexandre Henrique sempre curtiu carros antigos da Volkswagen, mas o que ele ama mesmo é um Fusca preparado. “Tive seis modelos, todos diferenciados”, conta o empresário especializado em acessórios. Entre turbos e aspirados, ele finalmente montou o que acredita ser o fusquinha mais animalesco de sua vida: um modelo 1986 Última Série com motor de Subaru Impreza WRX 2.5 Turbo. “Como fiz praticamente tudo sozinho, ficou exatamente como eu queria”, esclarece o dono da fera.

E, quando ele diz que fez quase tudo, isso inclui até a montagem da curiosa mecânica. Para tanto, aliás, foi necessário uma série de alterações na carroceria do besouro.

“Esse motor tem cabeçotes maiores, de duplo comando. Dessa maneira, precisei abrir espaço no diminutivo cofre para posicioná-lo”, conta o empresário. Enquanto os paralamas ficaram mais estreitos, a saia traseira teve um preenchimento de lata, expandindo a área interna do compartimento. Outra solução adotada por Henrique antes de inserir o motor foi travar a traseira do Fusca preparado com barras estruturais e, posteriormente, “abrir janelas” para acessar a parte interna do 2.5 16V.

O Fusca preparado tem rodas aro 19" calcaças em pneus 225/35
O Fusca preparado tem rodas aro 19″ calcaças em pneus 225/35 (Acervo FULLPOWER)

“Caso eu tenha que mexer no turbo ou no câmbio, não preciso tirar o motor inteiro do lugar, pois já me antecipei com essas aberturas estratégicas”, explica o dono do carro. “A saia traseira segue a mesma proposta e, se for preciso tirar o motor, basta desparafusar a peça e puxá-lo para fora.”

Como o boxer 2.5 da Subaru- tem potência de sobra (270 cavalos de fábrica), o câmbio original de Fusca fatalmente não resistiria à patada. Dessa maneira, Alexandre apelou para um componente forjado e foi para as ruas testar. Com escape dimensionado, nova taxa de compressão e pressão de turbo elevada para 1,5 kg (contra apenas 0,6 kg do original), o câmbio preparado sofreu um outro problema: entortava e mandava os coxins para o espaço. A saída foi adotar barras de travamento e coxins especiais. “Posso acelerar com vontade que, agora, nada acontece com a transmissão”, garante o proprietário.

Esse Fusca preparado é um animal selvagem
De frente, visual original. Mas na hora de acelerar, esse Fusca preparado é um animal selvagem! (Acervo FULLPOWER)

Testado e aprovado

Com a mecânica instalada e funcionando, o “VWRX” partiu para a Ciro Motorsports para receber um acerto fino da injeção FuelTech FT400. Nessa brincadeira, Alexandre garante que a potência do Fusca preparado saltou para cerca de 350 cv. “Ficou demais! Acelera liso, exatamente como eu queria!”, vibra o dono, que já fez alguns testes em pistas fechadas e garante que o carro acelera reto, no chão, até 220 km/h!

Essa atitude do Fusca só é possível porque Alexandre redimensionou, também, suspensão e freios. “Desde sempre, o meu intuito era o de ter um carro para usar sem dó e com toda a segurança. Por isso, fui atrás para descobrir o que seria melhor para o projeto”, lembra.

Boxer 2.5 do Fusca preparado foi "envenenado" e rende até 350 cv
Boxer 2.5 do Fusca preparado foi “envenenado” e rende até 350 cv. O diferencial é blocado (Acervo FULLPOWER)

Na dianteira, além de amortecedores especiais, o proprietário do Fusca preparado instalou pontas de eixo Empi, para trazer as largas rodas DUB Wheels D10 19”x8” para dentro dos paralamas. Já na traseira há facões oscilantes e amortecedores com limitador de curso.

“O carro ficou tão forte, que durante as trocas de marchas a traseira ‘sentava’ e o motor batia no chão. A saída foi limitar a altura”, explica. Ou seja: além de acelerar lindo, em linha reta e com ronco de Subaru WRX, esse VW está perfeitamente alinhado. E o melhor: freia muito!

“Instalei um conjunto traseiro de Peugeot 3008, pois contém cabo de freio-de-mão semelhante ao do VW. Na dianteira, parti para um sistema de Fusca moderno, porém, refurei os discos para aumentar o poder de parada”, ressalta. Embreagem, no caso, tem disco cerâmico e carga de 1.200 lbs. “É pesada para encarar o trânsito, mas para um passeio sem compromisso vai numa boa”, disse Alexandre.

Acessório é o que não falta nesse Fusca preparado

Se não bastasse toda a exclusividade da parte mecânica, o Fusca preparado de Alexandre ainda faz bonito quando o assunto é visual. Os bancos, por exemplo, são do Fiat 500 e foram adquiridos pela internet.

Fusca preparado do Alexandre Henrique tem bancos de Fiat 500
Os bancos do Fusca preparado também são herança de outro modelo: neste caso, do Fiat 500 (Acervo FULLPOWER)

“Eu deduzi que os componentes cairiam como uma luva, já que o modelo da Fiat tem o interior tão compacto quanto o do VW”, conta. E, para a sorte do cara, as adaptações foram mínimas, a exemplo de um acabamento entre os encostos traseiros, a fim de alargar e preencher a porção traseira, e uma base para apoiar o assento. “Muitos acham que o teto vermelho não combina com o carro… Até verem o interior”, brinca Alexandre

A parte de tapeçaria é ideia do dono do carro, assim como a adoção do conta-giros ao centro do volante réplica dos Gol Rallye. “Utilizei fiação maleável para não romper durante o esterçamento. Além disso, aproveitei para aplicar dois botões, sendo o vermelho para a buzina e o verde para o booster do turbo, que sobe a pressão dos 1,5 kg para 1,8 kg”, completa.

Fusca preparado tem um volante no estilo do Gol Rallye com um conta-giros no centro
Volante do Gol Rallye agora leva o conta-giros Monster no centro (Acervo FULLPOWER)

Para quem quer partir para o investimento em Fusca, Alexandre apoia: “é um carro que está muito mais valorizado hoje em dia. Além disso, há muitas peças à disposição, o que contribui para elevar a exclusividade do modelo”. Antes da compra, porém, ele pede uma atenção maior para o entusiasta. Caso contrário, o sonho pode virar um pesadelo: “é imprescindível analisar o alinhamento das portas antes de mandar a proposta indecorosa. O cabeçote dianteiro (ou chapéu de Napoleão) também deve ser visto, pois pode prejudicar na restauração do modelo”, dispara.

Alexandre não sabe ao certo quanto investiu no Fusca preparado, mas brinca que daria para montar um modelo equipado com motor AP com mais de 1.000 cv: “sei que investi um caminhão de dinheiro no VW, mas nada supera o preço da exclusividade. Hoje, o carro me ajuda na divulgação dos produtos de minha loja e o principal: me diverte bastante! E isso, dinheiro nenhum do mundo é capaz de superar”, encerrou o proprietário, pronto para deixar o ensaio fotográfico com uma bela borrachada!

VEJA MAIS:

Cheia de truques, essa Ford F-100 1961 customizada é pura curtição

Parece carro, mas é barco: Seacar vira sensação no litoral brasileiro

Redação
Redaçãohttps://www.revistafullpower.com.br
O guia que te ajuda a escolher seu próximo carro, acessórios, produtos e serviços automotivos.

━ Relembre ━

Inscreva-se em
nossa Newsletter

━ Mais Lidas da Semana ━

Jeep relança Wrangler com pintura cor-de-rosa nos EUA

Após receber uma onda de pedidos, a Jeep decidiu...

As 5 marcas de bateria com melhor reputação, segundo o Reclame Aqui

Você já parou para pensar na importância da bateria...

Nova picape Chevrolet S10 tem pré-venda iniciada por R$ 281.190

Com apresentação ao público marcada para a próxima semana...

Novo carro esportivo brasileiro, DuoExo é feito para arrepiar no Track Day

O formato dele é exótico e não se assemelha...